Marketing de conteúdo: O que é e como aplicar?

marketing de conteudo

O Marketing de Conteúdo é o rei. A frase acima é o novo slogan que está se espalhando no mercado digital: profissionais de marketing e empresas online descobriram a importância da produçao de conteúdo de qualidade (capaz de educar, explicar, divertir, informar e entreter) para atrair visitantes, aumentar contatos e qualificados, gerar rotatividade, reter clientes e transformá-los em promotores espontâneos de sua própria marca.     

E o que significa fazer marketing de conteúdo?

Fazer marketing de conteúdo significa criar conteúdo para atrair clientes ao seu site, empresa ou causa política.

Marketing de conteúdo = negócios (rotatividade, clientes, classificações, leitores, oportunidades…)

Nossas maiores empresas e profissionais liberais estão percebendo que a web é um recurso de importância fundamental: a percepção que se tem hoje é de que a Internet não constitui mais um simples apêndice da economia tradicional, mas é um caminho a seguir. É uma mudança positiva a ser adotada para garantir um presente e um futuro.

O Brasil, com sua história, beleza, cultura, arte, gastronomia e artesanatos inimitáveis só pode se beneficiar da abertura ao mundo que a Internet permite atualmente.

E não é só isso: com as restrições sociais impostas pela pandemia do novo coronavírus, o comércio eletrônico no Brasil cresceu 81% apenas no mês de abril, faturando incríveis 9,4 bilhões de reais! Um recorde histórico que consolida a importância de se adotar boas estratégias mercadológicas na internet.

Mas mesmo no mercado nacional, ainda há muitos campos inexplorados a percorrer, já que o Brasil ainda não é uma potência de e-commerce. Segundo estudos publicados pela ONU, nosso país encontrava-se até o fim do ano passado apenas em 74º lugar no ranking de volume de comércio eletrônico entre as nações do globo.

Ou seja, estamos crescendo, mas ainda temos muito a percorrer!

E onde entra a importância da produção de conteúdo no marketing digital, gerando o marketing de conteúdo?

As razões para alavancar conteúdo interessante na internet são múltiplas e baseiam-se no pressuposto de que o advento da Web distorceu as regras do marketing. Ou seja:  

01. Os mercados voltaram às conversas: seu cliente ou visitante em potencial não procura mais propagandas, não procura pontos piscantes, não procura outdoors ou panfletos, mas quer algo mais capaz de vinculá-lo à sua empresa ou pessoa ao longo do caminho de escolha do produto de serviço. Além disso, o processo de seleção, compra e teste se torna uma jornada de compra.    

02. Seu público não quer ser interrompido, mas atraído: passamos de técnicas de publicidade interruptiva para estratégias menos invasivas e agressivas que buscam a permissão de seu público em potencial: o marketing de conteúdo é capaz de atrair seu cliente.    

03. O tamanho da empresa é relativo: ser atraente não é o mesmo que ter grandes orçamentos. Isso não significa que a criação de conteúdo de qualidade seja de baixo custo: por exemplo, produzir pesquisa científica pode ser uma atividade exigente, e até manter um blog ou interagir com uma comunidade não é gratuito. Isso também não significa que os recursos econômicos não são capazes de influenciar o resultado de uma campanha: pense nas campanhas do Google Ads mediante taxa ou nas campanhas no Facebook Ads. Isso significa apenas que há menos barreiras e, com uma boa estratégia, objetivos interessantes podem ser alcançados atraindo nichos com custos significativamente mais baixos que a publicidade tradicional;       

04. Saímos do monólogo e da história criada na mesa pela empresa e gritamos com o megafone, para o diálogo de co-criação: para ganhar, você precisa capturar a atenção e a participação dos clientes que se tornam “consumidores pró”, que constroem a sorte do seu negócio junto com você. Eles mesmos se tornam produtores de conteúdo, caixas de som, vozes capazes de fazer o seu negócio crescer (ou afundar);          

05. O mercado não deve ser manipulado: seus clientes podem (e provavelmente o farão) tornar-se “catequizadores” de sua marca e contar sua história para suas tribos e, a partir de simples consumidores, eles podem se tornar seus aliados.       

Para responder à pergunta de por que investir em marketing de conteúdo de maneira simples, trouxemos as seguintes palavras:

Por quê? Porque nossos clientes querem nos conhecer, querem saber com o que estamos lidando, querem entrar em contato direto com a marca, ver e ler sua história, mesmo a diária, a que, através da detalhes da vida cotidiana, diz muito mais do que se poderia dizer sobre um serviço ou produto explicado com muita pompa no site da empresa “.   

Marketing de conteúdo = resultados tangíveis a baixo custo

O significado do marketing de conteúdo: apenas o conteúdo é suficiente?

marketing de conteudo o que e

Repetimos aqui a verdade que dissemos no começo deste artigo: o conteúdo é o rei: sem conteúdo interessante capaz de atrair a atenção do seu público, é inútil iniciar uma atividade de marketing digital

Criar algo de valor capaz de captar a atenção e envolver é uma condição necessária, mas não suficiente, para o sucesso ininterrupto no novo marketing.     

Se você não entender as regras e os mecanismos para alcançar seu mercado escrevendo textos, produzindo imagens, vídeos ou infográficos de acordo com a jornada de compra, e o fizer apenas por prazer, não vai servir para nada.   

Em outras palavras, você pode ter o melhor produto do mundo, mas se ele ficar fechado na vitrine de uma loja restrita a um vilarejo remoto, ninguém nunca vai vê-lo. Para ser eficaz, para aumentar a rotatividade, a receita e o engajamento de certa maneira, você deve dar a máxima visibilidade ao produto que está querendo vender: você deve exibir seus produtos pela praia de Copacabana, pela Avenida Paulista, e por vários outros lugares com grande circulação de pessoas. 

Na internet não é diferente: você deve criar conteúdo seguindo as regras de direitos autorais de SEO e distribuí-lo nos locais onde seu público se reúne: nos mecanismos de pesquisa (Google, Bing, Yahoo!) que recebem mais visitas, nas redes sociais (Facebook, Instagram, Linkedin), em fóruns especializados em seu nicho de mercado e em todos os ambientes virtuais onde seu público-alvo se encontra.    

Além disso, você precisa garantir que seu conteúdo seja responsivo, ou seja, que esteja acessível a partir de todas as ferramentas (PC, smartphone ou tablet) e encontrar o momento certo para publicá-lo para que a disseminação do seu conteúdo tenha a máxima eficácia.  

A adaptação da regra jornalística dos 5W (sigla em inglês para as perguntas quem, por que, o que, onde e quando) a uma estratégia de conteúdo correta “permite considerar as 5 dimensões mais relevantes para implementar um projeto de Marketing de Conteúdo capaz de otimizar o retorno do investimento (Return Over Investment):           

 Quem?: quais empresas podem se envolver em projetos de conteúdo?     

 Por que?: por que o marketing de conteúdo é bom para os negócios?     

 O que?: quais são os tipos mais interessantes de conteúdo digital?     

 Onde?: onde distribuir o conteúdo digital?     

 Quando?: quais são as melhores estratégias de tempo para o Marketing Digital de Conteúdo?     

QUEM?: quais empresas podem se envolver em projetos de conteúdo?

A primeira pergunta é seguida por uma resposta muito simples: potencialmente, todas elas! Se é verdade que as atividades de comunicação e marketing corporativo partem de uma história, é igualmente verdade que as próprias empresas são o resultado de um processo histórico cheio de significados e valores, que exigem nada mais do que serem transformados em conteúdo digital para alcançar a rede de interessados nos produtos que produz ou serviços que oferece.

POR QUE: Por que o marketing de conteúdo é bom para os negócios?

O Marketing de Conteúdo cria relações e informa: no sentido mais imediato, o marketing de conteúdo consiste no design, produção e otimização de conteúdo digital que consegue oferecer um valor agregado ao usuário que se beneficia dele. Por exemplo, o conteúdo terá que comunicar novas informações e envolver os leitores, considerando a interpretação do conceito de “valor” para a marca ou organização em questão. 

Posicionamento: ao continuar projetando e otimizando o conteúdo digital relacionado a um ou mais temas específicos, as empresas também conseguem a difícil tarefa de se posicionar na mente dos usuários como influenciadores ou grandes especialistas em tais tópicos. Com excelentes consequências também em termos de SEO.    

Vendas: nunca devemos esquecer que o objetivo final do marketing é atrair novos clientes, ou melhor ainda, realizar vendas. A alma do marketing é comercial e o marketing digital não deve evitar esse objetivo. Definir uma estratégia de conteúdo correta leva tempo (portanto dinheiro) e, portanto, deve levar a resultados específicos definidos de antemão.  

ONDE: onde distribuir conteúdo digital para os interessados em potencial na sua marca?

O conteúdo foi criado! Agora você já pode se considerar no meio do caminho…

Para atingir os objetivos mencionados acima, é necessário criar um ponto de contato entre o mesmo e a base de usuários em potencial. Por esse motivo, a escolha dos canais digitais corretos se torna fundamental.  

Os primeiros canais que hoje são lembrados por sua capacidade de difusão global e maciça são certamente as redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn tornam-se lugares virtuais ‘habitados’ por bilhões de pessoas que, se bem segmentadas pelas ferramentas corretas de monitoramento e análise, podem alavancar a marca e gerar buzz ao conteúdo distribuído, tornando eficaz a sua estratégia de Marketing de Conteúdo.

Mas, além das redes sociais, os blogs também devem ser lembrados, já que, apesar dos muitos rumores, são cada vez mais utilizados e estão em boa forma. 

Mais poderoso que a maioria das redes sociais, diretamente controlável pela empresa e altamente personalizável, seu papel na estratégia de conteúdo certamente não está em perigo! 

Além disso, não vamos esquecer o site da empresa: também outrora dados como inúteis por certas pessoas devido ao advento das plataformas 2.0, na realidade, com o advento do Marketing de Conteúdo Digital, ele ainda é confirmado como um ponto fundamental para a estratégia online de empresas de qualquer tamanho.

Por fim, existem várias ferramentas para distribuir conteúdo nas mídias sociais, como HootSuite, Pay with a Tweet ou SocialBro.

QUANDO: Quais são as melhores estratégias de timing no marketing de conteúdo?

O conteúdo deve ser divulgado nos momentos que conseguem interceptar o público de potenciais usuários online

Existem muitas pesquisas na rede relacionadas à “Timing Science” que tentam explicar os horários corretos de publicação.  

É certo que diferentes conteúdos requerem diferentes tempos e esforços para serem produzidos e têm características heterogêneas. 

Assim, por exemplo, enquanto as postagens do blog geralmente levam algumas horas para criar e publicar, os infográficos exigem mais esforço. Incluí-los toda semana no Calendário editorial semanal não seria sustentável! 

É possível fazer negócios com o conteúdo? 

marketing de conteudo

Como você deve ter adivinhado, criar conteúdo usando técnicas de Inbound Marketing não é apenas uma atividade de publicidade: é uma ferramenta muito poderosa que mais e mais empresas usam para fazer negócios e criar oportunidades. 

Criar um método eficiente para atrair visitantes interessados, informá-los, envolvê-los na compra e divulgar suas experiências são atividades que estão se tornando cada vez mais importantes.       

Um site eficaz, com um excelente posicionamento orgânico no Google, com comentários ou revisões positivas têm muito mais valor do que um comercial ou publicidade que não estamos acostumados a prestar atenção e que aparecem 24 horas por dia durante 365 dias por ano.

A produção de conteúdo seguindo as regras do Marketing Digital não tem nenhum custo: é a atividade que permite obter o maior retorno do investimento (se feito com a ajuda de profissionais sérios). 

O que produzir de conteúdo para o meu negócio?

As possibilidades de criação de conteúdo são muito amplas e não há limites impostos à imaginação: não falamos apenas de textos escritos, mas de imagens, fotos , vídeos, fichas técnicas, histórias em quadrinhos, podcasts, entrevistas, folhetos. Até infográficos, esboços de mão, aplicativos, programas podem se encaixar no amplo significado de inbound marketing que temos em mente no final das contas.   

A escolha do que oferecer depende das necessidades do seu mercado: cabe a você avaliar quais são os tópicos que seu nicho procura e que podem ajudar seus negócios. Contrate uma agência especializada em estudos de público-alvo e persona para obter sempre os melhores resultados.

Não consigo produzir conteúdo …

Pode ser verdade, mas se você não é um bom criador ou não tem os meios para tirar farinha do seu saco, pode contratar profissionais especializados para tal atividade. 

Se você vende alguma coisa, se tem um serviço a oferecer, se é um profissional liberal, certamente usa o conteúdo para se promover: talvez você use apenas o boca-a-boca ou panfletos, mas as oportunidades para você no mundo digital podem se expandir muito mais.        

Como emergir no mar da web? Há tantos peixes! 

Você está certo. Produzir conteúdo sem estratégia e sem plano pode ser um desperdício de energia e dinheiro desnecessários. Você precisa concentrar seus esforços na maximização do retorno sobre o investimento que fez (ROI) e, portanto, na eficácia de cada centavo gasto. 

Por esse motivo, é de fundamental importância fazer o melhor uso das técnicas de inbound marketing e aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas pela web.  

Para isso, é necessário utilizar uma agência de Marketing Digital ou consultores de serviços de Marketing Estratégicos capazes de conceber uma estratégia que possa maximizar as oportunidades oferecidas pelo seu site, blog, motores de busca (SEO ou posicionamento orgânico ou pagamento por clique com o Google Ads), das redes sociais como  Facebook, Instagram e Linkedin, do e-mail marketing e que seja capaz de estudar melhor os hábitos online (e offline) do seu público-alvo e oferecer um plano nota dez. 

Como sei se gasto bem meu dinheiro? Posso medir o ROI do investimento em marketing de conteúdo? 

Felizmente sim: na verdade, seria apropriado falar sobre retorno dos investimentos . Realmente importante e revolucionário é que, graças à análise de dados, você pode conhecer exatamente muitos números de importância fundamental para o seu negócio.     

Você pode acompanhar com precisão as métricas de consumo, como o número de visualizações, o tempo gasto no conteúdo, a taxa de rejeição, etc. Você pode conhecer as métricas sociais e saber como o conteúdo foi compartilhado, em quais canais, independentemente de haver atividades e envolvimento , se a atividade de marketing por email funciona ou não.     

Chegando ao ponto mais importante do seu interesse, você pode conhecer os leads gerados (ou seja, quantos clientes em potencial entraram em nossa órbita ou funil): basta ver quais e quantos dados prospectivos coletamos, quantos assinantes existem para nosso boletim informativo, aqueles que fizeram o download do nosso guia e aqueles que mais colocaram mais.    

Acima de tudo, você pode voltar às vendas (aposto que é o que mais o seduz): os dados são facilmente detectáveis ​​se falamos sobre comércio eletrônico, e fica mais complicado se falamos de lojas físicas que integram experiências off-line e on-line.         

Se essas vantagens não são suficientes para você e se você é um pouco mais prospectivo, deve saber que, além de ter ciência exatamente do retorno de cada centavo gasto, se conseguir envolver o público com uma atividade de marketing de conteúdo apropriada, estimulando e fazendo com que eles interajam com seu produto/ serviço, você influenciará as decisões na escolha do seu produto.

O marketing de conteúdo sempre funciona? Também funciona no mercado brasileiro? 

marketing de conteudo

Meu negócio é diferente … Certamente não funciona no meu setor. É coisa americana …  

Se você quiser continuar perdendo oportunidades e esperar, vá em frente: seus concorrentes sentiram o cheiro de oportunidade e estão pulando para conquistar a web para fazer negócios e garantir um presente e um futuro (dado que o mercado brasileiro ainda tem muito a ser explorado), e estão obtendo excelentes resultados.

Se você quiser descobrir como nós conseguimos ajudar diferentes empresas e prestadores de serviço e deseja explorar o poder de marketing de conteúdo para atingir seus objetivos, não hesite em entrar em contato conosco!

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *