Categorias
blog criação de site marketing digital otimização seo

SEO: como aplicar no seu negócio

Aplicar a metodologia SEO no site do seu negócio faz com que ele tenha mais acessos, visibilidade, relevância e até aumente as vendas! Quer saber como colocar isso em prática? Confira algumas dicas agora.

Categorias
blog

Você sabia que a importância da criação de sites ainda é enorme dentro das estratégias de marketing digital?

Uma página eletrônica realiza inúmeras tarefas: a criação de sites tem o poder de nos fazer conhecidos e demonstrar nossa competência, além de possibilitar que sejamos encontrados e mantenhamos contato com nossa clientela.

Ainda tem dúvidas sobre a importância ou necessidade de se ter um site? Embora este seja o nosso “pão de cada dia”, nós também tentamos nos colocar em seu lugar e fazer-nos as mesmas perguntas.

As respostas que surgiram você pode descobrir abaixo e explicam por que ter um site envolvente e performático é, hoje em dia, uma obrigação. 

A importância da criação de sites em 2020

 Você já pensou no fato de que muitas vezes é muito mais difícil explicar um conceito simples? Usar exemplos do que queremos dizer seria um desperdício de tempo, mas neste caso usaremos apenas um fácil, diria quase paradoxal. 

Se pedíssemos a um colega ou amigo para definir o verbo “levar”, o que você acha que ele responderia? Provavelmente sua definição pode ser imprecisa e não inteiramente correta, pois nunca paramos para refletir sobre coisas que acreditamos ser mais simples ou mais triviais. Criação de sites não é algo trivial.    

 O verbo “pegar” é usado para descrever uma variedade de ações: pegar uma caneta, pegar um livro, pegar o telefone. O verbo em questão é ainda utilizado como substituto de outros verbos que, sem dúvida, seriam mais adequados para elucidar a ação: pegar (entrar em um) um ônibus, pegar (retirar) dinheiro do banco, pegar (viajar) uma estrada ou mesmo “pegar” um resfriado. 

Aqui escolhemos um verbo simples, de uso comum e sobretudo diário, para que possamos antecipar um tema que abordamos todos os dias e ao qual tentaremos dar respostas.

É importante ter um site?

Parece uma pergunta simples, mas não é. 

Esta é uma pergunta que muitas vezes nos é feita: na maioria das vezes indiretamente por meio de olhares de medo e desconfiança, outras vezes com uma pergunta direta que não deixa saída e que anseia por explicações. 

A resposta, na verdade, está longe de ser óbvia. Para entender melhor a evolução desta ferramenta eletrônica, precisamos dar alguns passos no passado. Há cerca de vinte anos, ter um site não tinha a mesma importância como a que possui hoje.    

Hoje, em 2020, os objetivos, finalidades, métodos de uso e resultados que se esperam de um site mudaram radicalmente.

Nos anos 90, por exemplo, as primeiras pessoas que falavam da internet, identificando-a como “o futuro” de nossas vidas, pareciam quase pregadores, visionários ou iluminados. Tiveram razão e apenas aqueles que acreditaram firmemente no que chamo de “a 4ª dimensão da nossa vida” fizeram algo de concreto para se manter a par dos tempos e usufruir de uma vantagem competitiva sobre os concorrentes do sector.

 Esse futuro que foi profetizado no final do século 20 já chegou. Todo mundo está na internet atualmente: empresas, negócios, profissionais e pessoas. A web se tornou o lugar onde podemos encontrar nossos clientes.    

Inicialmente, a Web oferecia páginas repletas de informações (às vezes úteis, às vezes não), mas com as quais não era possível interagir. 

Havia textos intermináveis, intercalados com o mínimo de criatividade digital que estava começando a aparecer. Mas então por que decidiram fazer um site naqueles anos? Porque você não poderia deixar de ter. 

Os empreendedores de pequenas ou grandes empresas sabiam que a internet era o futuro, sabiam que tinham que estar lá de alguma forma, mas não sabiam o porquê. Aqui, então, o mais empreendedor e visionário pagou um técnico de informática para construir um.     

 Na época era uma espécie de vitrine da empresa. E isso foi bom. 

Mas qual foi o retorno sobre esse investimento? Qual foi o ROI do site? Quase zero ou um pouco mais. 

Os resultados, se existissem, não eram quantificáveis, pois o site foi criado e ali deixado, totalmente à mercê das ondas digitais. Desprovido de rota, na ausência total de um líder para evitar sua deriva. E se por acaso você quisesse mudar algo, tinha que chamar o mesmo técnico de informática e pagá-lo para fazer as mudanças desejadas.     

 Os sites na década de 90

As páginas estavam cheias de informações escritas de maneira monótona, com gráficos um tanto questionáveis. Os clientes consultavam o site, mas como não havia possibilidade de interagir e criar um contato, quase nunca se obtinha resultados. A web dos anos 90 não era tão diferente da TV. Não havia troca, senão uma comunicação unilateral: do site para o usuário. Nada mais. Os produtos eram carregados no site com a esperança de que alguém se interessasse por eles, mas aí não havia ferramentas para entender se isso realmente aconteceu ou se ficou apenas na esperança do empresário.     

 O que significa a criação de site em 2020 e por que ela é necessária?

Agora que o futuro chegou, 134 milhões de brasileiros acessam a internet e a web evoluiu no mesmo tempo das estratégias que as empresas devem adotar online. 

Agora os usuários podem interagir, compartilhar nas redes sociais, divulgar online, informar e se informar. Tudo em um só lugar e tudo a qualquer hora do dia, por meio dos diversos aparelhos que temos disponíveis hoje. Então, vamos ver todas as razões pelas quais é essencial ter um site atualmente.   

O site serve para se tornar conhecido

criacao de site campinas

Entre as inúmeras empresas que produzem o mesmo produto ou serviço, é importante surgir, ficar conhecido para que o seu potencial cliente saiba da sua existência e se lembre de você, assim que necessitar do que você oferece.

O site é usado para demonstrar nossa experiência.

Até o momento, quase 90% das pessoas pesquisam na internet antes de fazer qualquer compra. 

Isso significa que eles estão procurando informações e só comprarão quando tiverem certeza de que estão obtendo o melhor produto ou serviço para elas. Aí vem o site em nosso socorro, pois podemos dar ao usuário as informações de que ele precisa, depois direcioná-lo ao nosso produto e convencê-lo (com fatos) da qualidade de nossa empresa.

 Não dependemos mais de slogans que fazem falsas promessas ou jingles engraçados: hoje falamos de conteúdo: conteúdo útil e que responde às perguntas específicas do usuário. Para isso, entretanto, não basta mais ter uma vitrine

O usuário deve encontrar, em frente à vitrine, um verdadeiro consultor que possa lhe explicar por que o que está prestes a comprar é o melhor produto que existe. Para que isso funcione, um site precisa de uma estratégia de marketing de conteúdo eficaz.      

 

O site serve para ser encontrado.

Agora a empresa não busca mais o cliente enviando um homenzinho cheio de panfletos pela cidade. Com a web, é o cliente que encontra a empresa. No momento em que alguém precisar de algo, vai pesquisa na internet e encontrar a sua empresa. 

De quem você acha que ele vai comprar? Hoje, qualquer pessoa que tenha uma empresa também pode registrá-la e fazê-la ser encontrada por meio do Google Meu Negócio.    

O site é usado para manter contato com o cliente

Uma vez que o cliente tenha te encontrado, você não deve mais deixá-lo escapar sem ter deixado um contato com o qual possa comunicar-se com o mesmo no futuro. O site também serve para construir um banco de dados de contatos (clientes potenciais) para o qual pode-se adotar estratégias de venda posteriormente. 

Se o seu site não for capaz de fazer isso, é uma falha grave: ele deve ser revisado e corrigido.  

Qual deve ser a aparência de um site e o que ele deve ter (para ser realmente útil para o seu negócio)?

criacao de site

O site deve ser otimizado para SEO

SEO significa Search Engine Optimization, ou otimização para motores de busca. É uma ferramenta muito poderosa e você deve utilizá-la da melhor maneira e antes dos demais. Hoje, se o Google não encontra o nosso site e não o classifica pelo menos na primeira página de seus resultados de pesquisa, é como nunca ter tido um site.   

O site deve ter um blog. O blog serve para falar para você, para falar sobre sua empresa e seu produto, mas acima de tudo serve para dar respostas aos usuários. Um usuário que ainda não é seu cliente pode fazer perguntas como: “como fazer massa de pizza?”. 

Interceptando as perguntas dos usuários e respondendo-as exaustivamente, você pode dar uma resposta, como recomendar as melhores farinhas para usar, por exemplo. 

Com a sua resposta, dá para perceber que o utilizador chegou ao seu site: ele poderá aprofundar a navegação e, se julgar adequado, pode deixar seu contato.    

Lembre-se: o blog de um site é um ímã útil e poderoso.

O blog deve ser integrado às redes sociais. As redes sociais são utilizadas para anunciar, mas acima de tudo para garantir que os seus clientes o anunciem, compartilhando o seu conteúdo e, consequentemente, seu nome e a sua qualidade. 

Por meio das mídias sociais, seus clientes dão asas a seus interesses e gostos. Para isso não basta ter uma página no Facebook, é preciso saber o que, como, quando e por que publicar nas redes sociais. 

Basicamente, você precisa saber que, para aumentar seu negócio, você também precisa saber como usar todo o potencial das mídias sociais. Não se trata apenas de publicidade, já que não é suficiente apenas fazer algum patrocínio no Facebook de vez em quando, você precisa construir uma estratégia social integrada e criar campanhas cujo ROI (retorno sobre o investimento) possa ser calculado.     

 Como navegar no site

 Como um site vencedor é construído? E quem pode fazer isso acontecer? 

Agora que a web mudou, novos profissionais nasceram atuando neste setor mágico. Hoje, quem cria um site não é exclusivamente um técnico: é um criativo e um consultor com competências transversais. 

Tal consultor se torna um colaborador precioso e indispensável, um braço direito. O site funciona bem atualmente, mas precisa ser integrado a uma estratégia de marketing mais ampla. O marketing digital hoje em dia oferece:    

  • Conhecimento técnico para criar o site
  • Conhecimento de SEO para garantir que o site seja encontrado no Google
  • Conhecimento social para estudar uma estratégia e aproveitar ao máximo os resultados.

Tudo isso não é alcançável por uma única pessoa, mas é necessária uma equipe de profissionais envolvidos na criação de uma estratégia de 360 graus, uma estratégia que proporcione um site sólido, com desempenho, que deva ser capaz de suportar e lidar com todos os efeitos colaterais. 

Por meio do site é possível montar um plano de ação digital capaz de trazer resultados sérios e tangíveis para a empresa e aumentar o faturamento. 

Parecia uma questão perdida mas, em vez disso, não o é de jeito nenhum.

Agora que você sabe que um site não é uma vitrine, mas um verdadeiro ímã para os clientes, precisa colocar tudo em prática e descobrir que em breve não vai mais querer ficar sem uma estratégia de marketing na web integrada. 

A importância do conteúdo de um site

Estamos perante um tema muito delicado como este: a importância dos conteúdos de um site porque percebemos que num site tendemos a analisar e tratar apenas o que vemos, como os gráficos ou imagens mas não sabemos o quanto de comunicação pode ser um ingrediente de sucesso na estratégia online. 

O conteúdo de um site é importante, muito importante.   

Como podemos entender a importância do conteúdo de um site?

Todo leitor pensa no setor que trata de seu trabalho, pensa em um ingrediente fundamental, sem o qual não seria possível trabalhar: isso explica a importância dos conteúdos de um site.

Muitas pessoas são céticas quanto a isso, muitos  acreditam que quem navega na Web não lê; muitos simplesmente pensam assim; aliás, quando entram em contato para um orçamento, esclarecem imediatamente que seu site não pode conter muito texto porque os clientes ficam entediados em ler e têm certeza disso!  

Textos escritos são comunicação e se enganam de acreditar que um usuário não lê. Na verdade, um usuário interessado lê e aprofunda; 

Se precisar entrar em contato, mas encontrar superficialidade no site, ele vai para outro lugar.

Existem tantos sites online, então por que o Google deveria favorecer a empresa se ela não oferece nada diferente?

Por que um usuário deveria ficar satisfeito com a mediocridade?

Nós que lemos, como usuários, o que olhamos em um site e que impressão temos quando não encontramos respostas?

Sem editar os textos em um site, como o cliente nos encontra?

Procuramos explicar de imediato que se conseguiu um contato, se o cliente ligou para a empresa porque viu o site, é graças aos textos.

Quando perguntamos se eles já visitaram outros sites antes de nos telefonarem, somos informados de que o nosso é o site que mais os confia e descobrimos outro aspecto importante, que o cliente leu!

Conceitos como visibilidade e SEO baseiam sua eficácia no texto escrito, pois quanto mais específico você for no trato de um assunto, mais ajudará o cliente a obter respostas, entrar em contato ou fazer compras.

Tente ver tudo de outro ângulo: quem chegou a esta página pesquisou temas como criação de um site, conteúdo de sites ou especificamente a importância da criação de um site e encontrou especificamente uma resposta que trate precisamente do tema que foi procurado. 

Então:

  •  Tente ter consistência com o que se está procurando, sem slogans ou clichês;
  •  Tenha interesse por aqueles que pesquisam, porque foi assim que chegaram à sua página;
  •  Conscientize-se e confirme-se de que o redator pode ser uma solução;

O site só funciona se houver uma boa comunicação por trás dele!

O que significa escrever os textos de um site?

Para muitos clientes, escrever os textos de um site significa perder duas horas preciosas para “anotar” algo sobre a empresa e os produtos com que ela lida, como por exemplo  explicar “quem somos” e “o que fazemos” partindo sempre do pressuposto de que o objetivo final é falar com quem não sabe (se um cliente sabe, não utiliza o site para comunicar).

O conceito parece trivial, o que falamos parece trivial, mas se pensarmos bem, quando um cliente chega à loja para pedir algo, estamos sempre dispostos a explicar quem somos, o que propomos e porque ele deve escolher os nossos produtos ou serviços.

Com o tempo, o site torna-se um grande escritório/loja, sempre aberto e com um fluxo que só pode aumentar gradativamente se decidirmos ser claros e precisos na divulgação das informações.

Compreender a importância dos conteúdos de um website é o primeiro passo para criar um website e propor a nossa empresa/produtos na web.

Pense por um momento no tempo que já perdeu todos os dias na net, pense em como procuramos algo na internet e pense em como você fica decepcionado ou feliz quando encontra ou não a informação que procura dentro de um site.

1) para que seu site seja encontrado, você precisa de páginas escritas

2) para explicar o que fazemos, temos que escrever o que fazemos

Conteúdo de um site, custos, tempos e estratégias

Fazer uma página seo otimizada, tratada em detalhes significa investir pelo menos 4 horas de trabalho (se o material for fornecido), se você precisar de pesquisas ou comparações com a concorrência, pelo menos mais 2 horas são adicionadas. 

Não é possível dizer com antecedência quantas páginas são necessárias para um site ser completo e responsivo, mas certamente quanto mais você explica o que é proposto, mais fácil é ser encontrado e ter feedback. 

O conteúdo de um site, portanto, é uma questão de implementação / estratégica porque está sempre presente. Para qualquer dúvida entre em contato conosco. Teremos o maior prazer em explorar este tema com você, encontrando juntos as melhores soluções de negócio para aumentar o número de clientes e o volume de seus negócios.

Categorias
blog otimização seo

O que é Search Engine Optimization (SEO)? Veja nosso guia completo

Você sabia que cerca de 67.000 pesquisas são feitas no Google a cada segundo? Isso significa que 67.000 pessoas em todo o mundo fizeram uma pergunta ao mecanismo de busca mais usado no mundo e essas mesmas pessoas estão procurando uma resposta. Será que você tem o necessário para solucionar as dúvidas desses clientes em potencial? Certamente, uma das chaves para o seu sucesso é o SEO! 

Concordamos que nem todas as 67.000 pessoas estão procurando soluções fornecidas pelo seu negócio, mas a questão é a seguinte: cada vez mais usuários estão usando a Internet para resolver um problema.

Como dissemos antes, é necessário dar uma resposta aos mesmos.

O primeiro conselho que gostaríamos de lhe dar neste blog é que “focar em um mecanismo de busca que não seja o Google é certamente uma perda de tempo”. 

Se você não acredita em nós, saiba que, segundo dados da Statcounter, o Google foi o responsável por 96,7% das buscas realizadas no Brasil apenas em julho de 2020, conforme imagem abaixo:

Aqui está a participação do Google

Bem, a imagem acima já fala por si… agora sabemos qual é o nosso objetivo. 

Mas como podemos alcançar os primeiros lugares no Google e obter a visibilidade que julgamos merecida? 

Neste nosso pequeno guia de SEO, revelaremos algumas dicas e truques para te ajudar a promover seu negócio, aumentar o número de visitantes do seu site, obter mais conversões e, finalmente, melhorar a receita, que é a preocupação de todos nós.

Vamos começar?

Você realmente sabe o que é esse tal de SEO?

seo o que e

Quase tudo o que fazemos online começa com uma pesquisa: se procuramos uma resposta ou queremos comprar algo, procuramos na web.

Por isso, vimos explicar tudo que você precisa saber para começar a otimizar seu site imediatamente e aumentar sua visibilidade natural e gratuita nos mecanismos de pesquisa.

SEO é a sigla em inglês para Search Engine Optimization e define todas as atividades de otimização de um site com o objetivo de melhorar seu posicionamento nos resultados orgânicos de mecanismos de busca como o Google.

O processo de otimização do site envolve 3 atividades:

01 – Otimização técnica: Esta etapa permite que os motores de busca acessem e indexem as páginas do seu site corretamente.  

02 – Criação de conteúdo: O conteúdo do seu site terá que responder a diferentes intenções de pesquisa. Se forem apreciados pelos usuários, também serão apreciados pelos mecanismos de busca, porque assim, os algoritmos destes imaginarão que seu conteúdo fornece as melhores respostas às perguntas dos leitores.  

03 – Promoção do conteúdo: Promover conteúdo que deverá ser compartilhado é uma fase fundamental para o sucesso de sua campanha de SEO. Ser citado com um link de sites autorizados é uma forma inequívoca de comunicar ao Google que o seu site é de qualidade.  

Podemos, portanto, dizer que SEO é a combinação perfeita entre a otimização técnica e as demais estratégias de marketing.

E como funciona o Google?

Antes de começar a otimizar um site, você precisa entender como funcionam os mecanismos de pesquisa em três etapas fundamentais:

  1. Scanning or Crawling – O Google “varre” a web em busca de novos conteúdos com programas sofisticados chamados crawlers. Depois que novas páginas são encontradas, os spiders seguem os links detectados para descobrir novos conteúdos em um processo de cadeia contínua. 
  2. Indexação – o Google armazena uma cópia do conteúdo rastreado em um índice. O índice é armazenado em servidores de alta potência para que possa ser encontrado em tempo real.  
  3. Posicionamento ou Classificação – Quando o usuário realiza uma busca, os algoritmos dos buscadores avaliam com base nos fatores de posicionamento , quais conteúdos respondem melhor à sua pergunta de informação.     

Saiba mais sobre as etapas de uma estratégia de otimização SEO nos itens abaixo.

Palavras-chave

seo o que e

Para entender quem são seus usuários e o que estão procurando, responda às próximas quatro perguntas:      

01 – No que eles estão realmente interessados?

02 – Quais problemas desejam resolver pesquisando na web?

03 – Que tipo de linguagem usam?

04 – Quem são os seus concorrentes?

Depois de respondidas, você terá uma lista inicial de termos de pesquisa e uma lista de sites concorrentes para usar a fim de encontrar novas palavras-chave.

A pesquisa e análise de palavras-chave é a primeira etapa de uma campanha de SEO porque ajuda você a entender o que (e como) seus usuários estão procurando online.

Existem 3 parâmetros que devem te orientar na pesquisa e escolha das palavras-chave mais adequadas aos seus objetivos de posicionamento:    

  1. Volumes de pesquisa – Número de vezes no período de um mês que uma palavra-chave é usada para uma pesquisa;
  2. Relevância – entenda seu público-alvo: um termo também pode ter altos volumes de pesquisa, mas não ser relevante para o site que você está otimizando; 
  3. Concorrência – palavras-chave com altos volumes de pesquisa podem atrair muitos usuários, mas também apresentam alta competição.

O item três da lista acima nos leva a explicar o padrão Cauda Longa e Cauda Curta 

Palavras-chave de cauda longa permitem que você responda de forma mais específica às perguntas de seus leitores e, assim, potencialmente gerar mais conversões.

De acordo com essa estratégia, é aconselhável posicionar-se para um número maior de palavras-chave com volumes de pesquisa menores, ao invés de algumas palavras-chave muito competitivas.

Ferramenta de pesquisa de palavras-chave

seo

Existem inúmeras ferramentas que podem ajudá-lo a encontrar as palavras-chave certas: a mais popular é o Planejador de palavras-chave do Google Ads ou o Planejador de palavras-chave Ubersuggest.

Tanto ferramenta gratuita de pesquisa de palavras-chave do Google Ads quanto o Ubersuggest fornecem informações, orientação sobre o volume de pesquisas e estatísticas históricas de pesquisa.

Agora você tem todos os dados de que precisa para priorizar a escolha de suas palavras-chave e mapear a intenção de pesquisa dos usuários.

Estrutura do site

A arquitetura do seu site permite que os spiders do mecanismo de pesquisa encontrem, rastreiem e indexem o conteúdo publicado.

O desenho da estrutura de um site, principalmente se for grande, é uma fase delicada que deve ser considerada com atenção.

Existem 3 truques que podem ser úteis para organizar e desenvolver a arquitetura de um site :   

  1. a estrutura do site deve ser plana para que as páginas mais estratégicas estejam a apenas alguns cliques da página inicial;
  2. deve-se identificar as páginas que recebem mais links internos, utilizando uma ferramenta capaz de emular spiders do Google;
  1. também é necessário colocar as páginas mais relevantes nos níveis superiores dos menus de navegação para que recebam mais links internos.

Uma arquitetura bem projetada melhora significativamente a experiência do usuário e afeta positivamente o posicionamento de um site.

Otimização de vinculação interna

Links internos são links que vão de uma página para outra do mesmo domínio e são comumente usados ​​no menu de navegação principal.    

Uma estrutura de links internos bem estruturada é útil porque:

01 – favorece o acesso e indexação de recursos;

02 – permite que os usuários naveguem no site e fiquem mais tempo por ali;

03 – determina uma hierarquia entre as páginas do site;

Por exemplo, os links internos da Wikipédia promovem a navegação e acessibilidade aos recursos do site.

O texto utilizado como link entre as páginas, denominado texto âncora, é outro parâmetro a ser otimizado: o texto deve ser descritivo e preditivo.    

Isso ajudará o Google (e os usuários) a entenderem o conteúdo da página de destino.

Otimização de SEO On-Page

Os conteúdos por si só não são suficientes para garantir o bom posicionamento das suas páginas web.

A Otimização de SEO na página permite que você torne uma página da web relevante para termos de pesquisa específicos.

Portanto, vamos ver em detalhes quais são os elementos estruturais fundamentais de uma página da web a serem otimizados para mecanismos de pesquisa.

Tag de título

O elemento estrutural de uma página da web ao qual os mecanismos de pesquisa atribuem mais importância é a tag de título .   

Esta tag HTML você pode encontrá-lo no <head> do código-fonte da página que está visualizando:     

Para otimizar a tag <title> para SEO, você deve:     

  • Limitar seu comprimento a 55 caracteres (incluindo espaços);
  • Inserir a palavra-chave no início;
  • Escrever de uma forma cativante, possivelmente incluindo um CTA;
  • Fazer uma boa meta descrição;

A meta descrição é o fragmento de texto associado a cada página da web exibida na SERP (Página de Resultados do Mecanismo de Busca).

Freqüentemente, os usuários não clicam no primeiro resultado oferecido pelos mecanismos, mas examinam a página de resultados da pesquisa para encontrar o snippet que melhor atende às suas necessidades de informação.

Meta descrições, se elaboradas estrategicamente, podem influenciar o Click To Rate (CTR) e, portanto, o posicionamento de suas páginas da web no Google.

Aqui estão três dicas para otimizar as meta descrições de seu site :      

  1. Use até 145 caracteres (incluindo espaços);
  2. Tente ser breve e incluir uma frase de chamariz;
  3. Lembre-se de inserir a palavra-chave;

Lembre-se: a escolha de palavras-chave é sempre uma questão de intenção de pesquisa.

URL

A estruturação de URL com no máximo 3 a 5 palavras, segundo alguns estudos, mostra-se gratificante e auxilia no posicionamento orgânico. 

Outro aspecto a considerar é a inclusão da palavra-chave na URL:   

  1. se for falante e descritiva, melhora a experiência do usuário;
  2. é frequentemente usado em links externos como texto âncora;

Marcadores de título hX

Os marcadores de título hX são tags HTML usadas para determinar uma hierarquia entre o conteúdo de uma página da web e ter uma influência positiva na classificação.      

Portanto, aqui estão algumas práticas recomendadas simples para otimizá-los da melhor forma:

  • Deve haver apenas um h1 por página e deve ser preenchido com a palavra-chave de destino da página;
  • Os marcadores de título h2, h3, etc., podem ser usados ​​várias vezes e devem fornecer uma descrição clara do conteúdo que antecipam;

Otimização SEO de Imagens

Se você é um blogueiro ou escreve artigos para um portal online, deve estar se perguntando se faz sentido incluir imagens em suas postagens.

A resposta, claro, é sim.

As imagens fazem com que os recursos textuais do seu site se expressem melhor e contribuam positivamente para o posicionamento do seu conteúdo.

Se você deseja otimizar uma imagem para mecanismos de pesquisa, lembre-se de:

  • escolher o nome do arquivo com cuidado;
  • compactar o tamanho do arquivo para reduzir o tempo de carregamento;
  • preencher o texto alt = “…” com a palavra-chave pela qual deseja classificar a página;   

Além de contribuir para o Search Engine Optimization (SEO) na página e a experiência do usuário, as imagens também podem desempenhar um papel importante nas conversões.

Otimização da velocidade de upload

Os usuários estão cada vez mais prestando atenção à velocidade de carregamento de uma página da web. Como eles, os motores de busca como o Google também o fazem.  

As pessoas querem encontrar as respostas às suas perguntas cada vez mais rápido.

Um site rápido em tempos de carregamento permite que você:

  • melhore a experiência do usuário, aumentando assim as taxas de conversão;
  • facilite o acesso e indexação dos recursos do site;

O Google disponibilizou o PageSpeed, que é uma ferramenta de análise que fornece algumas dicas para melhorar o tempo de carregamento de sua página.

Otimização de SEO para dispositivos móveis (SEO mobile)

Search Engine Optimization

Cada um de nós tem um smartphone que usamos todos os dias para nos comunicar e buscar informações online.

O Google já disse algumas vezes que prioriza a versão móvel do conteúdo da página da web para decidir a classificação dos resultados da pesquisa orgânica.

Otimizar um site para dispositivos móveis é um requisito fundamental para estar visível e bem colocado nos motores de busca hoje em dia.

A otimização para dispositivos móveis ou SEO móvel requer que:

  • Os recursos sejam acessíveis a partir de qualquer dispositivo;
  • O conteúdo seja igualmente visível em todos os dispositivos;
  • O tempo de carregamento da página seja rápido, mesmo em smartphones;
  • A experiência do usuário (UX) seja satisfatória em todos os dispositivos;

Mais uma vez, o Google vem em nosso auxílio oferecendo-nos uma ferramenta de teste de otimização para dispositivos móveis, que fornece dicas úteis sobre como tornar um site mais compatível com dispositivos móveis.  

Otimização de SEO fora do site (SEO Off page)

O algoritmo do Google é amplamente baseado em links e, portanto, é importante que um site tenha um perfil de backlink de qualidade .     

Existem várias estratégias de otimização fora do site, mas como os motores de busca ficaram mais inteligentes na identificação de manipulações artificiais, algumas delas se tornaram extremamente perigosas.

Se você é novo no SEO e não quer prejudicar a visibilidade orgânica do seu site, concentre seus esforços no marketing de conteúdo.

Dito isso, vamos ver juntos como proceder passo a passo na criação e promoção de conteúdo de qualidade.

Como identificar o público-alvo

Se você deseja que seu conteúdo seja citado ou, melhor ainda, linkado, você deve primeiro entender quem está disposto a lê-lo.

Existem várias ferramentas que podem ajudá-lo a identificar influenciadores que podem auxiliar seu público-alvo. O mais eficaz é definitivamente o BuzzSumo

O Buzzsumo permite que você entenda quais influenciadores em seu nicho-alvo compartilham e linkam para conteúdos relevantes na área.

Como escolher e promover novo Conteúdo

Alguns conteúdos são particularmente adequados para receber links externos ou para compartilhar. Se você está procurando a inspiração certa, aqui estão algumas dicas: 

  • Crie conteúdo capaz de resolver os problemas de seus usuários;
  • Analise os conteúdos que já obtiveram avaliações de seus influenciadores, melhore-os e divulgue-os;
  • Compartilhe o conteúdo do influenciador de seu interesse para que eles se sintam mais dispostos a retribuir o favor;

Lembre-se das palavras-chave!

Use a pesquisa de palavras-chave para entender como seus usuários usam os mecanismos de pesquisa e sua linguagem para desenvolver novos conteúdos e otimizar os existentes.

Como Medir Resultados

Depois de otimizar seu site, você precisará analisar a qualidade de seu trabalho. Existem vários KPIs (Indicadores de Performance de Palavras-chave) a serem monitorados, cada um com suas especificidades.  

Monitore a classificação de palavras-chave

Constantemente (e avidamente) rastrear as classificações de todas as intenções de pesquisa para as quais seu site está classificado é uma abordagem não muito recomendada.

Para entender os resultados de sua campanha de SEO, monitore o posicionamento das palavras-chave mais importantes e estratégicas ao longo do tempo.

O mercado oferece diversas ferramentas, gratuitas e pagas. Algumas deles também permitem que você monitore o posicionamento para pesquisas em dispositivos móveis e de forma geo-localizada. 

Se você é uma pequena empresa ou novo em SEO, uma ferramenta gratuita como o Google Search Console permitirá que você desenvolva a familiaridade com o assunto para avaliar o posicionamento do seu site.  

O Google Search Console oferece vários relatórios para analisar o comportamento de um site, incluindo aquele relacionado ao posicionamento médio de palavras-chave.

Analise o tráfego orgânico dos motores de busca

A análise do tráfego orgânico permite medir o número de visitantes provenientes dos motores de busca e compreender o seu comportamento dentro do site.

A variação no tráfego orgânico dos motores de busca é o Indicador de Performance de Palavra-chave mais representativo para avaliar os resultados de sua campanha de SEO.

O Google Analytics é a ferramenta de análise da web mais popular que, já na sua versão gratuita, oferece ferramentas de análise muito avançadas.  

Para conhecer o tráfego natural interceptado pelo seu site no Google Analytics, acesse o painel principal, vá em “Público-alvo” => “Visão geral” => “Todas as sessões” e filtre por “Tráfego orgânico”.

Leads e vendas orgânicas

Entre os KPIs mais importantes a serem monitorados para medir o ROI (Retorno Sobre Investimento) da atividade de SEO estão leads, vendas e volume de negócios.          

A maneira mais simples de obter esses dados é definir metas ou ativar o rastreamento de comércio eletrônico em uma ferramenta de análise como o Google Analytics.    

Embora os dados das ferramentas de análise da web sejam geralmente fáceis de coletar, você precisa ter o em mente o seguinte:

  • os dados analíticos são, de forma mais ou menos variável, imprecisos;
  • a tecnologia do site pode causar distorções nos dados coletados;
  • modelos de atribuição podem ser enganosos;

Como o SEO evoluirá após à pandemia?

Quando tudo voltar ao normal e for possível que ocorra uma reabertura completa da economia mundial, a palavra da vez (que já tem muita força) será, sem sombra de dúvidas, Marketing Digital

Muitos negócios pequenos ou grandes, físicos ou digitais, recorrerão às estratégias mercadológicas online para recuperarem sua clientela ou atraírem potenciais fregueses.

A importância da ferramenta de busca do Google apenas no Brasil representa 96,7% do total de pesquisas feitas na internet daqui.

Ou seja, o SEO (Search Engine Optimization) vai ser uma das bases mais importantes de qualquer estratégia de marketing digital daqui pra frente, com cada vez mais pessoas descobrindo seus problemas e procurando soluções que o seu negócio pode oferecer.

Conclusão

Se você chegou até aqui, significa que já tem as informações necessárias de que precisa para começar a otimizar seu site.

Você está se perguntando por onde começar?

Priorize as áreas que receberão o tratamento! É raro que um site seja otimizado com perfeição em todos os aspectos.  

Pense no que você pode fazer bem, no orçamento que possui e nas otimizações que considera mais eficazes para sua estratégia de posicionamento.

Se você é bom na criação de conteúdo, selecione suas palavras-chave com cuidado e concentre-se no marketing de conteúdo.   

Se você tem um site complexo ou com várias páginas, concentre-se na otimização on-page ou procure a ajuda de um consultor de SEO para fazer isso por você.       

Lembre-se de que o objetivo final de qualquer estratégia de SEO é obter mais visibilidade e tráfego orgânico qualificado dos motores de busca.   

Categorias
blog

Marketing de conteúdo: O que é e como aplicar?

O Marketing de Conteúdo é o rei. A frase acima é o novo slogan que está se espalhando no mercado digital: profissionais de marketing e empresas online descobriram a importância da produçao de conteúdo de qualidade (capaz de educar, explicar, divertir, informar e entreter) para atrair visitantes, aumentar contatos e qualificados, gerar rotatividade, reter clientes e transformá-los em promotores espontâneos de sua própria marca.     

E o que significa fazer marketing de conteúdo?

Fazer marketing de conteúdo significa criar conteúdo para atrair clientes ao seu site, empresa ou causa política.

Marketing de conteúdo = negócios (rotatividade, clientes, classificações, leitores, oportunidades…)

Nossas maiores empresas e profissionais liberais estão percebendo que a web é um recurso de importância fundamental: a percepção que se tem hoje é de que a Internet não constitui mais um simples apêndice da economia tradicional, mas é um caminho a seguir. É uma mudança positiva a ser adotada para garantir um presente e um futuro.

O Brasil, com sua história, beleza, cultura, arte, gastronomia e artesanatos inimitáveis só pode se beneficiar da abertura ao mundo que a Internet permite atualmente.

E não é só isso: com as restrições sociais impostas pela pandemia do novo coronavírus, o comércio eletrônico no Brasil cresceu 81% apenas no mês de abril, faturando incríveis 9,4 bilhões de reais! Um recorde histórico que consolida a importância de se adotar boas estratégias mercadológicas na internet.

Mas mesmo no mercado nacional, ainda há muitos campos inexplorados a percorrer, já que o Brasil ainda não é uma potência de e-commerce. Segundo estudos publicados pela ONU, nosso país encontrava-se até o fim do ano passado apenas em 74º lugar no ranking de volume de comércio eletrônico entre as nações do globo.

Ou seja, estamos crescendo, mas ainda temos muito a percorrer!

E onde entra a importância da produção de conteúdo no marketing digital, gerando o marketing de conteúdo?

As razões para alavancar conteúdo interessante na internet são múltiplas e baseiam-se no pressuposto de que o advento da Web distorceu as regras do marketing. Ou seja:  

01. Os mercados voltaram às conversas: seu cliente ou visitante em potencial não procura mais propagandas, não procura pontos piscantes, não procura outdoors ou panfletos, mas quer algo mais capaz de vinculá-lo à sua empresa ou pessoa ao longo do caminho de escolha do produto de serviço. Além disso, o processo de seleção, compra e teste se torna uma jornada de compra.    

02. Seu público não quer ser interrompido, mas atraído: passamos de técnicas de publicidade interruptiva para estratégias menos invasivas e agressivas que buscam a permissão de seu público em potencial: o marketing de conteúdo é capaz de atrair seu cliente.    

03. O tamanho da empresa é relativo: ser atraente não é o mesmo que ter grandes orçamentos. Isso não significa que a criação de conteúdo de qualidade seja de baixo custo: por exemplo, produzir pesquisa científica pode ser uma atividade exigente, e até manter um blog ou interagir com uma comunidade não é gratuito. Isso também não significa que os recursos econômicos não são capazes de influenciar o resultado de uma campanha: pense nas campanhas do Google Ads mediante taxa ou nas campanhas no Facebook Ads. Isso significa apenas que há menos barreiras e, com uma boa estratégia, objetivos interessantes podem ser alcançados atraindo nichos com custos significativamente mais baixos que a publicidade tradicional;       

04. Saímos do monólogo e da história criada na mesa pela empresa e gritamos com o megafone, para o diálogo de co-criação: para ganhar, você precisa capturar a atenção e a participação dos clientes que se tornam “consumidores pró”, que constroem a sorte do seu negócio junto com você. Eles mesmos se tornam produtores de conteúdo, caixas de som, vozes capazes de fazer o seu negócio crescer (ou afundar);          

05. O mercado não deve ser manipulado: seus clientes podem (e provavelmente o farão) tornar-se “catequizadores” de sua marca e contar sua história para suas tribos e, a partir de simples consumidores, eles podem se tornar seus aliados.       

Para responder à pergunta de por que investir em marketing de conteúdo de maneira simples, trouxemos as seguintes palavras:

Por quê? Porque nossos clientes querem nos conhecer, querem saber com o que estamos lidando, querem entrar em contato direto com a marca, ver e ler sua história, mesmo a diária, a que, através da detalhes da vida cotidiana, diz muito mais do que se poderia dizer sobre um serviço ou produto explicado com muita pompa no site da empresa “.   

Marketing de conteúdo = resultados tangíveis a baixo custo

O significado do marketing de conteúdo: apenas o conteúdo é suficiente?

marketing de conteudo o que e

Repetimos aqui a verdade que dissemos no começo deste artigo: o conteúdo é o rei: sem conteúdo interessante capaz de atrair a atenção do seu público, é inútil iniciar uma atividade de marketing digital

Criar algo de valor capaz de captar a atenção e envolver é uma condição necessária, mas não suficiente, para o sucesso ininterrupto no novo marketing.     

Se você não entender as regras e os mecanismos para alcançar seu mercado escrevendo textos, produzindo imagens, vídeos ou infográficos de acordo com a jornada de compra, e o fizer apenas por prazer, não vai servir para nada.   

Em outras palavras, você pode ter o melhor produto do mundo, mas se ele ficar fechado na vitrine de uma loja restrita a um vilarejo remoto, ninguém nunca vai vê-lo. Para ser eficaz, para aumentar a rotatividade, a receita e o engajamento de certa maneira, você deve dar a máxima visibilidade ao produto que está querendo vender: você deve exibir seus produtos pela praia de Copacabana, pela Avenida Paulista, e por vários outros lugares com grande circulação de pessoas. 

Na internet não é diferente: você deve criar conteúdo seguindo as regras de direitos autorais de SEO e distribuí-lo nos locais onde seu público se reúne: nos mecanismos de pesquisa (Google, Bing, Yahoo!) que recebem mais visitas, nas redes sociais (Facebook, Instagram, Linkedin), em fóruns especializados em seu nicho de mercado e em todos os ambientes virtuais onde seu público-alvo se encontra.    

Além disso, você precisa garantir que seu conteúdo seja responsivo, ou seja, que esteja acessível a partir de todas as ferramentas (PC, smartphone ou tablet) e encontrar o momento certo para publicá-lo para que a disseminação do seu conteúdo tenha a máxima eficácia.  

A adaptação da regra jornalística dos 5W (sigla em inglês para as perguntas quem, por que, o que, onde e quando) a uma estratégia de conteúdo correta “permite considerar as 5 dimensões mais relevantes para implementar um projeto de Marketing de Conteúdo capaz de otimizar o retorno do investimento (Return Over Investment):           

 Quem?: quais empresas podem se envolver em projetos de conteúdo?     

 Por que?: por que o marketing de conteúdo é bom para os negócios?     

 O que?: quais são os tipos mais interessantes de conteúdo digital?     

 Onde?: onde distribuir o conteúdo digital?     

 Quando?: quais são as melhores estratégias de tempo para o Marketing Digital de Conteúdo?     

QUEM?: quais empresas podem se envolver em projetos de conteúdo?

A primeira pergunta é seguida por uma resposta muito simples: potencialmente, todas elas! Se é verdade que as atividades de comunicação e marketing corporativo partem de uma história, é igualmente verdade que as próprias empresas são o resultado de um processo histórico cheio de significados e valores, que exigem nada mais do que serem transformados em conteúdo digital para alcançar a rede de interessados nos produtos que produz ou serviços que oferece.

POR QUE: Por que o marketing de conteúdo é bom para os negócios?

O Marketing de Conteúdo cria relações e informa: no sentido mais imediato, o marketing de conteúdo consiste no design, produção e otimização de conteúdo digital que consegue oferecer um valor agregado ao usuário que se beneficia dele. Por exemplo, o conteúdo terá que comunicar novas informações e envolver os leitores, considerando a interpretação do conceito de “valor” para a marca ou organização em questão. 

Posicionamento: ao continuar projetando e otimizando o conteúdo digital relacionado a um ou mais temas específicos, as empresas também conseguem a difícil tarefa de se posicionar na mente dos usuários como influenciadores ou grandes especialistas em tais tópicos. Com excelentes consequências também em termos de SEO.    

Vendas: nunca devemos esquecer que o objetivo final do marketing é atrair novos clientes, ou melhor ainda, realizar vendas. A alma do marketing é comercial e o marketing digital não deve evitar esse objetivo. Definir uma estratégia de conteúdo correta leva tempo (portanto dinheiro) e, portanto, deve levar a resultados específicos definidos de antemão.  

ONDE: onde distribuir conteúdo digital para os interessados em potencial na sua marca?

O conteúdo foi criado! Agora você já pode se considerar no meio do caminho…

Para atingir os objetivos mencionados acima, é necessário criar um ponto de contato entre o mesmo e a base de usuários em potencial. Por esse motivo, a escolha dos canais digitais corretos se torna fundamental.  

Os primeiros canais que hoje são lembrados por sua capacidade de difusão global e maciça são certamente as redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn tornam-se lugares virtuais ‘habitados’ por bilhões de pessoas que, se bem segmentadas pelas ferramentas corretas de monitoramento e análise, podem alavancar a marca e gerar buzz ao conteúdo distribuído, tornando eficaz a sua estratégia de Marketing de Conteúdo.

Mas, além das redes sociais, os blogs também devem ser lembrados, já que, apesar dos muitos rumores, são cada vez mais utilizados e estão em boa forma. 

Mais poderoso que a maioria das redes sociais, diretamente controlável pela empresa e altamente personalizável, seu papel na estratégia de conteúdo certamente não está em perigo! 

Além disso, não vamos esquecer o site da empresa: também outrora dados como inúteis por certas pessoas devido ao advento das plataformas 2.0, na realidade, com o advento do Marketing de Conteúdo Digital, ele ainda é confirmado como um ponto fundamental para a estratégia online de empresas de qualquer tamanho.

Por fim, existem várias ferramentas para distribuir conteúdo nas mídias sociais, como HootSuite, Pay with a Tweet ou SocialBro.

QUANDO: Quais são as melhores estratégias de timing no marketing de conteúdo?

O conteúdo deve ser divulgado nos momentos que conseguem interceptar o público de potenciais usuários online

Existem muitas pesquisas na rede relacionadas à “Timing Science” que tentam explicar os horários corretos de publicação.  

É certo que diferentes conteúdos requerem diferentes tempos e esforços para serem produzidos e têm características heterogêneas. 

Assim, por exemplo, enquanto as postagens do blog geralmente levam algumas horas para criar e publicar, os infográficos exigem mais esforço. Incluí-los toda semana no Calendário editorial semanal não seria sustentável! 

É possível fazer negócios com o conteúdo? 

marketing de conteudo

Como você deve ter adivinhado, criar conteúdo usando técnicas de Inbound Marketing não é apenas uma atividade de publicidade: é uma ferramenta muito poderosa que mais e mais empresas usam para fazer negócios e criar oportunidades. 

Criar um método eficiente para atrair visitantes interessados, informá-los, envolvê-los na compra e divulgar suas experiências são atividades que estão se tornando cada vez mais importantes.       

Um site eficaz, com um excelente posicionamento orgânico no Google, com comentários ou revisões positivas têm muito mais valor do que um comercial ou publicidade que não estamos acostumados a prestar atenção e que aparecem 24 horas por dia durante 365 dias por ano.

A produção de conteúdo seguindo as regras do Marketing Digital não tem nenhum custo: é a atividade que permite obter o maior retorno do investimento (se feito com a ajuda de profissionais sérios). 

O que produzir de conteúdo para o meu negócio?

As possibilidades de criação de conteúdo são muito amplas e não há limites impostos à imaginação: não falamos apenas de textos escritos, mas de imagens, fotos , vídeos, fichas técnicas, histórias em quadrinhos, podcasts, entrevistas, folhetos. Até infográficos, esboços de mão, aplicativos, programas podem se encaixar no amplo significado de inbound marketing que temos em mente no final das contas.   

A escolha do que oferecer depende das necessidades do seu mercado: cabe a você avaliar quais são os tópicos que seu nicho procura e que podem ajudar seus negócios. Contrate uma agência especializada em estudos de público-alvo e persona para obter sempre os melhores resultados.

Não consigo produzir conteúdo …

Pode ser verdade, mas se você não é um bom criador ou não tem os meios para tirar farinha do seu saco, pode contratar profissionais especializados para tal atividade. 

Se você vende alguma coisa, se tem um serviço a oferecer, se é um profissional liberal, certamente usa o conteúdo para se promover: talvez você use apenas o boca-a-boca ou panfletos, mas as oportunidades para você no mundo digital podem se expandir muito mais.        

Como emergir no mar da web? Há tantos peixes! 

Você está certo. Produzir conteúdo sem estratégia e sem plano pode ser um desperdício de energia e dinheiro desnecessários. Você precisa concentrar seus esforços na maximização do retorno sobre o investimento que fez (ROI) e, portanto, na eficácia de cada centavo gasto. 

Por esse motivo, é de fundamental importância fazer o melhor uso das técnicas de inbound marketing e aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas pela web.  

Para isso, é necessário utilizar uma agência de Marketing Digital ou consultores de serviços de Marketing Estratégicos capazes de conceber uma estratégia que possa maximizar as oportunidades oferecidas pelo seu site, blog, motores de busca (SEO ou posicionamento orgânico ou pagamento por clique com o Google Ads), das redes sociais como  Facebook, Instagram e Linkedin, do e-mail marketing e que seja capaz de estudar melhor os hábitos online (e offline) do seu público-alvo e oferecer um plano nota dez. 

Como sei se gasto bem meu dinheiro? Posso medir o ROI do investimento em marketing de conteúdo? 

Felizmente sim: na verdade, seria apropriado falar sobre retorno dos investimentos . Realmente importante e revolucionário é que, graças à análise de dados, você pode conhecer exatamente muitos números de importância fundamental para o seu negócio.     

Você pode acompanhar com precisão as métricas de consumo, como o número de visualizações, o tempo gasto no conteúdo, a taxa de rejeição, etc. Você pode conhecer as métricas sociais e saber como o conteúdo foi compartilhado, em quais canais, independentemente de haver atividades e envolvimento , se a atividade de marketing por email funciona ou não.     

Chegando ao ponto mais importante do seu interesse, você pode conhecer os leads gerados (ou seja, quantos clientes em potencial entraram em nossa órbita ou funil): basta ver quais e quantos dados prospectivos coletamos, quantos assinantes existem para nosso boletim informativo, aqueles que fizeram o download do nosso guia e aqueles que mais colocaram mais.    

Acima de tudo, você pode voltar às vendas (aposto que é o que mais o seduz): os dados são facilmente detectáveis ​​se falamos sobre comércio eletrônico, e fica mais complicado se falamos de lojas físicas que integram experiências off-line e on-line.         

Se essas vantagens não são suficientes para você e se você é um pouco mais prospectivo, deve saber que, além de ter ciência exatamente do retorno de cada centavo gasto, se conseguir envolver o público com uma atividade de marketing de conteúdo apropriada, estimulando e fazendo com que eles interajam com seu produto/ serviço, você influenciará as decisões na escolha do seu produto.

O marketing de conteúdo sempre funciona? Também funciona no mercado brasileiro? 

marketing de conteudo

Meu negócio é diferente … Certamente não funciona no meu setor. É coisa americana …  

Se você quiser continuar perdendo oportunidades e esperar, vá em frente: seus concorrentes sentiram o cheiro de oportunidade e estão pulando para conquistar a web para fazer negócios e garantir um presente e um futuro (dado que o mercado brasileiro ainda tem muito a ser explorado), e estão obtendo excelentes resultados.

Se você quiser descobrir como nós conseguimos ajudar diferentes empresas e prestadores de serviço e deseja explorar o poder de marketing de conteúdo para atingir seus objetivos, não hesite em entrar em contato conosco!

Categorias
blog facebook para negócios

Facebook para negócios. Por que anunciar minha empresa no Facebook?

facebook para negócios

O Facebook representa hoje em dia, sem sombra de dúvidas, a rede social mais utilizada pelo público brasileiro. Dados do site Statista demonstram que o Brasil é o quarto maior mercado de tal plataforma, com exorbitantes 120 milhões de usuários cadastrados! Ou seja, mais da metade da população brasileira está no Facebook. Além disso, aproveitando tal boom, a imensa maioria das empresas de sucesso já possui seu perfil por lá no Facebook para negócios. Conheça mais sobre como o Facebook é utilizado pelos empreendedores de sucesso para divulgar seus negócios e conseguirem ainda mais clientes!

E você sabe como funciona o Facebook para negócios?

Nesta página, explicaremos da maneira mais simples possível o que significa ter uma página no Facebook para negócios, como funciona e para que é usada.

Queremos explicar também como você poderá aproveitar esse canal para promover seu negócio. Você verá a importância de colocá-lo na rede, dicas de investimento e prazos. 

Veremos também quais são as etapas a serem seguidas antes de abrir uma página no Facebook para negócios.

Nós aqui da Agência estamos em contato com agentes de marketing digital todos os dias.

Sempre que se trata de mídias sociais, a primeira ferramenta que vêm à nossa mente é imediatamente o Facebook, porque foi a primeira do ramo e hoje em dia é a que tem maior número de usuários em todo o mundo.

A verdade é que todos conhecem o Facebook, mas nem todos sabem a diferença entre usá-lo para lazer ou para trabalho.

Dessa forma, vamos explicar aqui o que é o Facebook para negócios. 

Quais são os seus objetivos? Você tem conseguido alcançá-los?

Somente estar nas redes sociais não é o suficiente para ter uma comunicação eficiente com o público-alvo, ou seja, isso é algo deve ser feito de maneira estratégica e inteligente.

Vamos ao que interessa.

Atualmente, o Facebook é a melhor ferramenta de divulgação para muitos tipos de atividades (atenção: dissemos muitos, não todos e saberemos o porquê mais adiante…) pelos seguintes motivos:

  • É fácil de usar;
  • É utilizado por muitas pessoas (até pelos seus clientes);
  • Por lá é possível segmentar o público e investir de modo certeiro com relação às necessidades do seu negócio;           

1. Para que serve o Facebook para Negócios?

Dependendo da atividade exercida, objetivos diferentes podem ser definidos, abaixo estão os mais comuns:

  • Comunicar-se com a clientela ou com potenciais clientes;
  • Promover produtos ou serviços;
  • Possuir uma lista de clientes;
  • Aumentar a reputação e a divulgação de seu negócio;
  • Fazer assistência pós-venda;
  • Obter feedback sobre seus produtos e serviços;
  • Estimular o boca-a-boca sobre seu negócio;

Veja também como utilizar o Instagram para negócios!

2. Faz sentido para você estar no Facebook?

facebook para negócios

Se você deseja alcançar uma das metas descritas acima, o Facebook pode ser para você. Mas ainda devemos nos fazer algumas perguntas:

  • O seu público-alvo está no Facebook?;
  • Você tem algo popular no Facebook a dizer para seu público-alvo?;
  • Você tem tempo e/ou recursos econômicos para investir?

Se você respondeu sim às três perguntas acima, está mais do que pronto para se lançar nas redes sociais!

Você ainda não tem certeza das respostas para essas perguntas? Vamos te dar alguns exemplos:

Exemplo 1: Sou dono de uma sorveteria de bairro em uma cidade do interior.

  • O seu público-alvo está no Facebook? 

Minha clientela é composta por homens e mulheres de 13 a 60 anos que moram aqui no bairro e gostam de doces. Eles com certeza estão no Face;

  • Você tem algo popular no Facebook a dizer para seu público-alvo? 

Sorvetes e comidas em geral são muito populares nas redes, eu poderia falar sobre ingredientes, mostrar fotos dos meus produtos, dos meus clientes satisfeitos e da equipe de trabalho. Tenho conteúdo interessante para postar;

  • Você tem tempo e/ou recursos econômicos para investir? 

Infelizmente não possuo tempo, todos os meus horários disponíveis de trabalho são dedicados à sorveteria. Não consigo parar um minuto sequer para criar e compartilhar conteúdo. Entretanto, graças ao meu esforço, já consigo separar uma parte do orçamento para divulgação online. Nesse caso, que tal se você contratasse um agente especializado que possa realizar esse serviço? 

Certamente, criar um perfil para a sua empresa será a escolha certa e você obterá muitos resultados positivos.

Exemplo 2: Sou dona de uma gráfica em Curitiba.

  • O seu público-alvo está no Facebook? 

Meus clientes são empresários do centro-sul do Brasil ou chefes de departamento em empresas, de 35 a 70 anos, a maioria deles homens. Provavelmente alguns deles, especialmente os mais jovens, têm um perfil por lá. Alguns dos meus clientes ou possíveis clientes estão no Facebook.

  • Você tem algo popular no Facebook a dizer para seu público-alvo? 

Existem muitos tópicos a serem abordados, mas a palavra “gráfica”, no entanto, não está entre as mais usadas nas redes sociais. Provavelmente, eu não teria um público muito grande com o qual interagir. É algo sobre o qual não se fala muito por lá.

  • Você tem tempo e/ou recursos econômicos para investir? 

Não tenho muito tempo para me dedicar a criar uma página nas redes sociais postar conteúdo, vou ter que confiar essa tarefa ao meu secretário. Se tudo der certo, tentaremos fazer publicidade paga. Não consigo dedicar muito tempo e dinheiro.

Com essas premissas, as chances de sucesso são mínimas. Além disso, o setor de gráficas não tem muito apelo nas redes sociais, então se a divulgação do negócio for conferida a alguém sem qualificação e orçamento adequado, a tentativa terá poucas chances de sucesso.

Para que dê certo, você deve contratar um agente de marketing digital especializado que possa verificar seu negócio e fazer uma triagem sobre o que compensa ou não que se divulgue em redes sociais sobre ele.

Agora, falando de nós, se você decidiu entrar no Facebook para negócios, deve saber que não deverá criar um perfil, mas sim uma página.

É preciso ter cautela nesse momento, pois somente com uma Fanpage poderá se registrar como negócio, além de se ter a possibilidade de criar anúncios pagos, o que é impossível para perfis pessoais.

3. Como gerenciar uma página do Facebook para negócios

Crie a página

Não é muito difícil abrir uma página no Facebook. Você deve, depois de fazer login com seu perfil, abrir este link: https://www.facebook.com/pages/creation/, escolher a categoria que melhor se adequa ao seu negócio, digitar o nome e o endereço (se você tiver um local físico) e uma breve descrição da atividade. A seguir, você deverá inserir a foto do perfil, por exemplo, sua logomarca e a foto de capa, sendo a foto da empresa ou de sua campanha publicitária atualmente. Nesse ponto, a página será criada, vá para as configurações para concluir todos os detalhes: horário de funcionamento, número de telefone, descrição, etc.           

Entenda a estrutura de um perfil no Facebook para Negócios

Saiba também como utilizar o Linkedin Para Negócios!

A página do Facebook para negócios tem uma estrutura variável, a rede social é constantemente atualizada para tornar o usuário cada vez mais entretido.

Os elementos básicos de uma página são:

  • Capa : pode ser uma foto, um vídeo ou uma apresentação de slides.
    É importante porque é a primeira coisa que um novo visitante vê sobre seu negócio. Como dizem por aí, a primeira impressão é a que fica. Por isso, insira imagens de qualidade que façam as pessoas entenderem o que você faz e qual é o seu ponto forte;
  • Foto do perfil: se você gerencia uma página de negócios, aqui é necessário inserir a foto da logomarca; se você gerencia uma página de pessoa pública, pode inserir uma foto pessoal; Deve ser uma imagem quadrada e com um alto nível de visibilidade, porque é exibida em uma miniatura muito pequena;
  • Linha do tempo: a parte central é ocupada pelos posts na página, ou seja, todo o conteúdo que você publicou ao longo do tempo. Lembre-se de que as postagens são exibidas em ordem cronológica, mas você tem a possibilidade destacar algumas, a fim de dar relevância a alguns conteúdos estratégicos;

No Facebook para Negócios também podemos destacar a seção Informações (onde haverá o contato de sua empresa, horário de funcionamento, endereço físico, etc).

Comece a postar o conteúdo já criado

Existem muitos tipos de postagens que podem ser criadas como vídeos, fotos, apresentações de slides, expressões de sentimentos, check-ins, apoiar uma causa sem fins lucrativos, comunicar a realização de uma meta, promover um produto, criar um evento, etc.

Os 3 conteúdos que funcionam melhor são:

_ Postagem de foto ou foto múltipla com legenda relacionada;

_ Publicação com apresentação de slides em vídeo ou foto com legenda;

_ Link para o site institucional ou blog com imagens ou legendas chamativas para tal ação;

Depois que a post é feito, você pode: salvá-lo como rascunho, agendá-lo para o futuro ou colocá-lo em uma data já passada (escolhendo a data e a hora) ou publicá-lo imediatamente.

  Saiba para que serve uma página no Facebook para negócios

Quando você cria uma página no Facebook, o único que pode publicar é você, ou seja, o perfil com o qual você criou a página. Muitas vezes, a página poderá ser gerenciada por várias pessoas , por exemplo, seus colaboradores.

Para isso adicione a nova pessoa digitando o nome e o sobrenome com o qual ela está registrada no Facebook ou via endereço de email. Você pode atribuir funções diferentes a cada usuário, dependendo de sua função no negócio.

A função mais privilegiada é a de administrador , depois há o editor, o moderador, o anunciante e o analista.

Lembre-se de que o administrador pode gerenciar as funções da página e, assim, remover você do gerenciamento.

Crie uma estratégia baseada no conteúdo e nos objetivos que pretende alcançar

  • Faça um calendário semanal de postagens;
  • Escolha quantas postagens você quer fazer por semana;
  • Escolha o tipo de post que deve ser publicado em tal data e qual objetivo você deseja alcançar com ele;
  • Decida se quer e o quanto deseja investir em publicidade;

Saiba o que publicar na sua página no Facebook para negócios

Uma boa estratégia de marketing de conteúdo no Facebook deve seguir as diretrizes abaixo para que seja realmente eficaz:

  • Analise seus concorrentes: o que eles fazem? Sobre o que eles estão falando?;
  • Tente averiguar os problemas que seus clientes possuem e resolvê-los usando a rede social;
  • Estimule a interação conversando com eles, desse contato podem surgir idéias interessantes;
  • Mantenha-se atualizado: você é o ponto de referência para o seu setor, precisa saber tudo e divulgá-lo para se posicionar como autoridade no assunto;

Tenha cuidado com sua marca pessoal

Muitos empresários entendem o potencial das redes sociais, mas não têm tempo para trabalhá-las, por isso confiam o gerenciamento de suas páginas a outros. Ao mesmo tempo, usam seus perfis pessoais de maneira imprudente, sem pensar que, para o cliente final, o perfil do empreendedor e a página da empresa estão no mesmo patamar.

Gerenciar sua imagem por meio de uma estratégia é um processo chamado Personal Branding.  Se você tem uma empresa ou loja e é conhecido por todos por ser o proprietário, sua imagem, especialmente online, deve ser cuidada de forma a não prejudicar sua empresa .

Sempre preste atenção ao que você postar ou compartilhar, todos os seus clientes o associarão à sua empresa.

Saiba do alcance de suas postagens no Facebook para negócios

facebook para negócios

Se você já tem uma página no Facebook ativa, notará que as postagens que você publica não são vistas por todos os usuários no Facebook e nem mesmo por todas as pessoas que curtiram sua página.

Você deve saber que a maior receita do Facebook vem de patrocínios pagos, por isso o mesmo limita a visibilidade de suas postagens para que você seja obrigado a investir uma parte do orçamento de seu negócio para atingir sua meta.

Em média, uma postagem é vista por 6% dos assinantes da página, uma porcentagem que tende a diminuir.

Além disso, o coração do Facebook é composto por seu algoritmo , ou seja, um processo automático que reage de maneira diferente de acordo com o conteúdo que você publica.

Resumindo muito: quanto mais o seu público gosta de um determinado conteúdo, mais visualizações ele pode ter.

A taxa de aprovação é estabelecida pelo algoritmo que analisa milhares de fatores.

Por esse motivo, se você deseja usar o Facebook para sua empresa, deve respeitar duas regras:

  • crie conteúdo de qualidade que agrade ao seu público
  • invista em patrocínios e em agências especializadas em gerenciamento de conteúdo;

Estas são as regras do jogo.

Saiba a hora certa de postar seus conteúdos na plataforma

Um dos fatores que o Facebook analisa para decidir se recompensa a visibilidade da sua postagem é a porcentagem de pessoas interagindo imediatamente após a publicação.

Quando você publica conteúdo, o Facebook o mostra para algumas pessoas e, dependendo de suas reações, ele decide se o exibe para outras pessoas ou não.

Por isso que é importante publicar quando há uma chance maior de que seu público esteja online.

Há momentos do dia em que o público é mais ativo, por exemplo, pela manhã antes de começar o trabalho, durante os horário de almoço e à noite.

A melhor coisa, no entanto, é entender quando o seu público está online. Graças às ferramentas de análise, você poderá fazer isso tranquilamente.

Vá para a seção Informações, aqui você pode ver dia a dia quando as pessoas interagiram com suas postagens e horários de pico.

Tente postar meia hora antes do pico de usuários ativos.   

Aumente os fãs de sua página

Para aumentar as curtidas da página de seu negócio, existem várias maneiras. 

Para obter bons resultados, é ideal testá-las e verificar quais funcionam melhor para você.

Aqui estão algumas estratégias:

  • Patrocínio: o Facebook oferece a oportunidade de promover sua página mediante uma taxa, mostrando-a a um alvo potencialmente interessado e bem definido;
  • Use seu perfil pessoal: você tem a possibilidade de convidar todos os seus amigos para curtir a página que você gerencia. Tente não adicionar todos indiscriminadamente, mas apenas aqueles que possam realmente estar interessados;
  • Use a comunidade: utilize a rede social para se fazer conhecer. Anuncie de maneira coerente e educada nos grupos do Facebook, comente em blogs, participe de outras redes sociais, escreva em páginas semelhantes. Atenção, você não precisa enviar spam, deve apenas criar relacionamentos;
  • Torne-se viral : uma das estratégias mais eficazes, mas também mais difíceis, é tornar um conteúdo viral. Isso significa que muitas pessoas verão seu conteúdo e serão estimuladas a compartilhá-lo em seus perfis. Para que isso ocorra, o conteúdo deve ser especial. Por exemplo, vídeos engraçados, concursos, marketing em tempo real, etc.

Acabamos guia completo para entender o que significa abrir uma página no Facebook para negócios e quais são os principais recursos.

Para criar algo eficaz, duradouro e mensurável, você precisa de um profissional que crie uma estratégia com você e prepare um plano sustentável e de longo prazo.

Cada realidade tem uma história única, assim como a estratégia e o plano de mídia devem ser únicos. Não hesite em procurar agências de marketing digital especializadas no assunto, mas já que você está aqui, que tal entrar em contato conosco? Será um prazer te atender!

Categorias
blog criação de vídeo marketing digital marketing estratégico

Facebook anuncia app de videoconferência concorrente do Zoom

Para concorrer com o sucesso repentino do Zoom, o Facebook Messenger aprimorará suas ferramentas de videochamadas. O Messenger Rooms, apresentado em uma transmissão ao vivo hoje (24), serão salas de chat com mais ferramentas de gerenciamento e para grupos de até 50 pessoas.

Até o momento, o Facebook Messenger oferece videochamadas para grupos de usuários, desde que todos eles sejam amigos na rede social. Com o Messenger Rooms, o acesso às chamadas será diferente: administradores das conferências poderão habilitar um link de convite para inserir mais pessoas a reunião e terão mais privilégios de anfitrião.

Administradores, por exemplo, poderão converter a videoconferência em uma ligação simples, apenas com microfones. Além disso, anfitriões poderão transmitir suas próprias telas e encerrar as conversas, removendo todos os convidados no processo.

q. The Verge/Reprodução 

“Conversas em vídeo não são uma nova área para nós,” disse Mark Zuckerberg ao The Verge. Na entrevista, o CEO afirma que a companhia está procurando formas de aprimorar suas ferramentas de videoconferência, ao passo que investem em mais recursos de privacidade.

Falhas de segurança no Zoom

Ainda que não apresente as graves falhas de segurança do Zoom, as salas de videoconferência não terão criptografia ponta-a-ponta. Ainda assim, convidados indesejados poderão ser removidos rapidamente pelo administrador e salas que não respeitem as diretrizes do Facebook devem ser denunciadas aos moderadores da rede social.

Por fim, o Messenger Rooms não exigirá download do app do Facebook. Convidados para chamadas podem acessar as salas de videoconferência pelo Google Chrome e o novo Edge. Além disso, a companhia afirma que a ferramenta chegará para Instagram Direct e WhatsApp, unificando todos os seus serviços de chat.

Ainda não há previsão para o lançamento da ferramenta, mas assumindo a atual demanda por plataformas para videoconferências em grupo, o processo de desenvolvimento deve ser rápido. Sendo assim, o Messenger Rooms Beta deve ser disponibilizado nos próximos dias para Windows 10 e Mac.

Fonte: Tecmundo

Categorias
blog instagram para negócios marketing digital

Instagram permite doações em lives

Desde o dia 28 de março, o Instagram permite que campanhas de arrecadação de doações sejam feitas em transmissões ao vivo. O valor levantado com essas iniciativas será destinado a uma organização sem fins lucrativos (ONG) escolhida pelos criadores das ações.

“Muitas pessoas estão enfrentando desafios neste momento, e queremos fazer a nossa parte para ajudar as organizações sem fins lucrativos e as comunidades mais necessitadas”, disse a plataforma em divulgação oficial do recurso.

A funcionalidade estará disponível no botão de Live do app do Instagram (ou ao deslizar o dedo para a direita e encontrar a opção no seletor). Em seguida, bastará optar por uma ONG para iniciar uma campanha.

Durante a transmissão também será possível visualizar quantas pessoas estão apoiando seu projeto e a quantia arrecadada em tempo real. A rede social também permitirá que um agradecimento aos apoiadores seja feito, ao tocar no botão de “Acenar”.

Outros planos

O Instagram ainda fechou uma parceria com o ilustrador brasileiro Leo Natsume para a criação de uma figurinha de tema ‘Eu doei’. “Quando você doa para uma campanha de arrecadação de fundos sem fins lucrativos no Live ou no Stories, consegue ter acesso à figurinha por um determinado período”, explicou a publicação oficial.

Assim, a imagem será adicionada automaticamente a um story compartilhado ou na frente da barra de stories por um período limitado. Ao site Engadget, Vishal Shaf (chefe de produtos do Facebook) ressaltou que futuramente há planos de ampliar as campanhas para ajudar empresas, pessoas ou outras iniciativas.

O projeto ainda inclui explorar o recurso como via de monetização para produtores de conteúdo no Instagram e outras redes sociais da companhia de Zuckerberg. “Achamos que existe esse ecossistema bastante poderoso entre criadores e empresas e seus fãs e seguidores”, destacou Shaf.

Fonte: Tecmundo

Categorias
blog instagram para negócios marketing digital

Opera 68 inclui integração nativa com o Instagram

Opera Software recentemente lançou uma versão atualizada de seu navegador, o Opera 68, que vem uma série de novidades incluindo integração com o Instagram. Com isso, os usuários poderão acessar a rede social rapidamente através de novo ícone na barra lateral.

O Instagram divulgou nas últimas semanas que passou a permitir duas novas funções para desktop: usuários podem assistir transmissões ao vivo através do navegador e mandar mensagens diretas. Em uma publicação no seu blog oficial feita na última quarta-feira (22), a Opera Software anunciou as novas funcionalidades e vantagens da integração. A atualização está disponível para Windows, macOS e Linux.

Segundo a empresa, o usuário não precisará alternar entre diferentes guias para acessar a rede social, já que o ícone está sempre disponível na barra lateral. Isso possibilita que o usuário envie mensagens, visualize, curta, comente publicações facilmente.

Explorando a multitarefa através da divisão de janelas, o Opera 68 ainda permite que o usuário acesse o aplicativo do Instagram enquanto surfa pela web, além de poder assistir Instastories, entrar no feed pessoal e navegar por toda rede social em tela cheia.

Nesta versão, também foi introduzida a possibilidade de trabalhar com diferentes grupos de guias que podem ser personalizados com nomes e ícones distintos, utilizando a nova opção “Espaços de trabalho”.

Além disso, o Opera 68 permite que o usuário encontre facilmente a guia que está procurando através de seu mecanismo de pesquisa que inclui todas as guias abertas. Entre outras novidades, a atualização inclui VPN grátis, acesso fácil a mensageiros por meio da integração, correções para múltiplos bugs e falhas de segurança.

Fonte: Tecmundo

Categorias
blog inbound marketing marketing digital

Briefing: tudo o que você precisa saber para conduzir uma reunião personalizada com o potencial cliente [+ferramenta de briefing]

Aprenda como fazer um briefing com excelência e criar um projeto que faça sentido para o potencial cliente. Trazemos como bônus o acesso gratuito à ferramenta de briefing.

O Briefing é uma das primeira etapas do processo comercial de uma empresa. Dentro da realidade das agências de publicidade, essa fase é essencial para garantir o alinhamento de expectativas com o potencial cliente e a definição correta do escopo do projeto de marketing.

Categorias
blog

As 20 pessoas mais ricas de todos os tempos

As pessoas mais ricas de todos os tempos

Deixem de lado Carlos Slim e Warren Buffett. Quando se trata das 20 pessoas mais ricas da história, os patrimônios desses citados magnatas nem sequer chegam perto. Desde americanos industrialistas do século XIX até o rei africano que já foi dono de metade do ouro mundial. Veja a seguir as 20 pessoas mais ricas de todos os tempos, segundo os principais economistas e historiadores do mundo. As fortunas foram ajustadas de acordo com a inflação atual.