Antes de implementar uma proposta de marketing digital para sua empresa, é importante ter em mente os modelos de marketing vertical e marketing horizontal. Ter o conhecimento das características de ambos, pode fortalecer seu negócio.

Cada qual possui uma particularidade dentro de um planejamento estratégico de marketing. No entanto, ambos possuem uma premissa colaborativa quanto a forma de se aplicar.

Marketing vertical x Marketing horizontal

Este é um modelo estratégico que visa prioritariamente o agrupamento de interesses. Nessa modalidade, as empresas buscam o interesse em comum para conseguirem implementar o seu planejamento estratégico.

Uma das principais características do marketing vertical é a segmentação, isto é, o agrupamento dos interessados possui semelhanças específicas que fazem desse modelo, praticamente, uma estrutura restrita.

Essa prática de se ter uma estratégia exclusiva para um público definido é uma proposta que visa não assumir riscos. Ao empregar uma linguagem de um setor específico na sua campanha, é uma forma de agir numa zona de segurança.

É provável que um curso de brigada de incêndio, proponha uma campanha de marketing vertical voltado para quem possui interesses específicos naquele assunto. Porém, por causa do uso de conteúdos exclusivos, outros perfis não tem acesso.

Já o marketing horizontal, ao invés de separar, visa unir as partes. E essa união, não precisa necessariamente ser feita a partir de interesses em comum. Essa modalidade está muito mais preocupada com a expansão do negócio do que com a segurança.

Contudo, embora arriscado, o marketing horizontal possui formas ilimitadas de alcançar um número grande de pessoas. Isso porque, a estratégia utilizada não é direcionada para apenas um nicho, mas para vários segmentos.

Desse modo, empresas estão adotando cada vez mais estratégias horizontalizadas, no que diz respeito ao planejamento de marketing. É uma forma de buscar o alcance em massa, sem parecer genérico.

Seja você um empresário de pequeno porte que busca capital de giro para mei, ou o dono de uma grande empresa que pretende expandir o seu negócio, o marketing horizontal pode ser uma ótima alternativa, visando excepcionalmente:

  • Identificação do problema;
  • Estruturação;
  • Solução do problema;
  • Inovação;
  • Relevância.

Na fase de identificação do problema, o empresário parte de uma análise de mercado detalhada para constatar as principais deficiências na estratégia de marketing adotada até aquele momento.

Uma empresa de serviços gerais percebeu após analisar uma constante queda de rendimento, que seu principal problema de planejamento era um equívoco na definição de público-alvo.

Portanto, somente após ter o problema identificado, eles puderam estruturar um novo planejamento. Essa estruturação se dá através de uma nova organização, isto é, novas metas, novo cronograma e novo projeto foi criado a partir dali.

Um novo desenho de persona, fez com que eles chegassem ao público-alvo ideal. Entretanto, embora tendo a solução do problema em mãos, aplicar uma estratégia voltada para um único público, já não era interessante.

Todo planejamento corre o risco de cair no território da monotonia. Portanto, a inovação é importante para expandir o alcance para além do previsto e aumentar a possibilidade de conversão de leads.

Portanto, essa empresa uniu-se a uma empresa que presta serviço de assessoria em segurança do trabalho, adotando uma campanha voltada para certificação de segurança de seus funcionários, quando executado os serviços gerais.

Desse modo, essa parceria de duas empresas de segmentos diferentes, fez com que a campanha fosse além do óbvio na implementação da estratégia.

É importante que se tenha uma dimensão dos números conseguidos após a aplicação da estratégia de marketing horizontal. Isso dará um parâmetro de relevância da campanha, além de destacar a necessidade de eventuais ajustes.

Desprenda-se do marketing tradicional

Veja, “desprender-se” não significa que você não deve utilizar uma modalidade mais vertical de marketing. Pode ser que no seu caso esse tipo seja interessante, entretanto, abra sua mente para as possibilidades de expansão do seu negócio.

Cada vez mais empresas têm investido no modelo de marketing horizontal. Muito em função da possibilidade da atuação em escala, em parceria com outras empresas de mesmo porte que também visam a exploração de novos ambientes.

Entretanto, uma coisa que esse modelo preza, acima de tudo, é a opinião e satisfação de seus clientes. Afinal, de nada vale o alcance massivo, se não há uma boa avaliação por parte do público.

Entenda: a indicação dos seus serviços ou produtos, é o que fideliza sua empresa. Desse modo, é importante que o planejamento seja feito de modo que o seu cliente comente positivamente com outras pessoas sobre a qualidade de sua empresa.

Uma marca bem avaliada, evidentemente, é cada vez mais procurada e consequentemente, passa mais credibilidade.

Quando o cliente procura determinado tipo de serviço, ele pesquisa sobre a marca. Se uma empresa que presta serviços de assessoria contábil, por exemplo, está mal avaliada, a probabilidade de ela ser escanteada é grande.

Essa avaliação negativa pode ser tanto pela qualidade do serviço ou produto, quanto pela estratégia antiquada adotada durante o planejamento de marketing. Se atualizar sobre as tendências pode ser a solução encontrada para sua empresa ser bem vista.

Um curso de comissário de bordo, possivelmente lida muito mais com clientes frutos de indicação do que de outra forma, por exemplo. Nessa avaliação, é muito mais proveitoso para essa empresa focar em sua credibilidade.

E é possível conseguir bom reconhecimento público adotando o marketing horizontal, afinal, entender as necessidades atuais do mercado é uma forma de conceituar sua empresa.

Marketing horizontal é também multicanal

O marketing multicanal é aquele em que é possível a utilização de vários canais em uma mesma campanha. E como o marketing horizontal, lida diretamente com a expansão de uma empresa, o modelo multicanal pode ser muito próspero.

Uma mesma empresa pode utilizar várias plataformas para passar sua mensagem. Cada uma dessas possui características específicas, mas, de qualquer modo, é uma oportunidade de atrair públicos diversificados para o seu produto.

Se empresas de sistemas em colaboração com empresas de logística, resolvem aplicar uma estratégia de marketing horizontal com a finalidade de chegar em um maior número de pessoas, por exemplo, ela pode aplicar em diferentes meios.

E as possibilidades são diversas: e-mails, blogs e até diferentes redes sociais poderiam ser usadas. Basta fazer as devidas adaptações para cada linguagem que a probabilidade de se ter um maior número de acessos, é grande.

A empresa do exemplo citado, poderia estar divulgando em conjunto com sua parceira o lançamento de um sistema comercial vinculado à logística. Tendo um lançamento multicanal, a conversão em vendas é facilitada por causa do alcance.

É importante que a campanha tenha consistência, pois só assim a mensagem terá a amplitude prevista gerando impacto e conversão em vendas.

O marketing multicanal é uma forma de maximizar a campanha de marketing digital. Isso porque, quando publicadas em diferentes veículos, dá para se extrair o máximo da campanha e estudar qual canal funcionou melhor e qual não funcionou.

Um conteúdo multicanal parte de uma premissa transmidiática também. Transmidia é um modelo de conteúdo que funciona em diferentes tipos de mídias. Ou seja, sempre que pensar em marketing multicanal, imagine aquele conteúdo em variadas mídias.

Se alinhada com a linguagem correta, isso fará com que se tenha maior uniformidade na campanha e poderá ter bons resultados em cada uma delas.

Utilize o marketing horizontal de forma correta

Um mau planejamento pode fazer com que sua estratégia caia por água abaixo. Portanto, é crucial estudar as formas de aplicação do marketing horizontal antes de colocá-lo em prática.

Além do mais, entenda, acima de tudo, as necessidades da sua empresa. Conhecer as particularidades do seu negócio é um dos fatores a serem colocados no topo da lista de prioridades.

Afinal, um mau planejamento é quase sempre parte de um estudo interno incompatível com a realidade. Faça pesquisas, analise dados e só depois comece a planejar-se quanto às estratégias ideais para a sua marca.

Fique atento quanto a opinião do seu cliente sobre a empresa. A observação de quem consome o seu produto ou serviço é o que faz com que você se mantenha sempre atualizado.

Não se esqueça de escolher bem suas parcerias, porque afinal, quando selado o acordo, sua empresa terá vínculo com aquela marca. Portanto, pesquise sobre a missão, visão e valores, além de sempre estar a par do histórico de sua parceira.

Aliás, é importante que a parceria seja feita com uma empresa do mesmo porte que a sua. Isso alinhará os objetivos financeiros, além de se ter proporcionalidade quanto aos números a serem alcançados durante a expansão da campanha.

No mais, ao se atentar a esses detalhes, observe os números e engajamento da sua campanha e sempre fique esperto quanto as tendências do mercado. Se tudo estiver dentro dos conformes, o marketing horizontal pode alavancar o seu rendimento!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como posso te ajudar?