Um dos principais aspectos da produção de um site são as cores escolhidas no design. De forma alguma essa etapa deve ser feita despretensiosamente, afinal, ela provoca sentimentos e possibilita a atração e retenção de potenciais clientes. Desse modo, é muito importante que esteja bem alinhada com o web designer.

Para se ter uma ideia, segundo alguns estudos, a cor usada corretamente pode aumentar em até 80% as chances da marca ser reconhecida. Uma outra vantagem se encontra na facilidade de leitura e entendimento do produto ou serviço oferecido. 

A escolha estratégica das cores é fundamental para transmitir, inclusive, a missão e os valores de um negócio.

Com isso, são elementos de extrema atenção no desenvolvimento de uma página agradável e com potencial de conquistar qualquer usuário que acesse ou se depare com o seu negócio.

Por isso a enorme importância do visual e das cores no desenvolvimento de qualquer etapa do marketing digital, afinal, também estamos falando de impacto na sensação de quem compra, inserindo os usuários na jornada de venda.

A teoria das cores e a sua influência no marketing

A teoria das cores se concentra na ideia de que a cor é uma propriedade da luz e não dos objetos em si e que provoca sensações ao ser percebida pelos olhos. 

Nesse caso, a cor seria uma uma produção visual e cerebral, sem existir de forma concreta. 

Além disso, a teoria considera que ao entrarmos em contato com alguma cor, há um impacto e resposta psicológica a essa sensação causada, provocando reações.

É neste contexto que entra o marketing, com o auxílio do design, a fim de estudar o melhor arranjo de cores para causar sensações específicas no público desejado.

Digamos que você está procurando por serviço de contabilidade preço.

A forma como as cores estão organizadas entre todos os elementos do produto vai atuar diretamente na sua decisão, podendo trazer mais ou menos credibilidade, seja no momento do clique ou ao se dispor a receber um panfleto na rua.

Portanto, a função da teoria das cores é criar um caminho lógico que conecte cor, intenção e sensação. 

Considere outros exemplos, é normal que haja padrões e paletas de cores mais comuns em alguns segmentos, tendo em vista o foco do negócio e o cuidado que se deseja passar, como em clínicas de estética – que trazem alusão ao feminino ou ao bem-estar – ou mesmo pet shops – que podem trazer cores com sensação mais descontraídas em seus logos.

Assim, se até as cores da confecção de brinquedos para cachorros hiperativos são pensadas estrategicamente para uma função, atraindo os pets, por que um site ficaria de fora desse tipo de ação?

As cores certas para a sua empresa

Grande parte dos consumidores admite que levam em conta a cor na hora de escolher um produto ou serviço. 

Dessa forma, esse item não deve ser subestimado durante o estudo e formação do seu site. 

Pensar no tom mais bonito e agradável pra você também não vale aqui. Afinal, é preciso considerar a experiência e o bem-estar ao interagir com a página em telas luminosas, como computadores e celulares.

Além do conforto visual, posicionamento, persona, temática e facilidade de reconhecimento da marca durante o processo são alguns dos critérios que devem ser levados em consideração ao definir a paleta e identidade do site.

A atenção é redobrada quando o assunto é a formação de um site, pois as cores irão impactar diretamente a taxa de cliques, frequência de visitantes, compras realizadas pelos clientes e até na credibilidade passada pela assessoria contábil aos potenciais clientes, por exemplo.

Quais cores usar?

A resposta para essa pergunta pode variar, pois cada pessoa pode responder de formas diferentes para cada tipo de cor. 

Apesar disso, diversos estudos concluíram que existem algumas sensações e sentimentos mais padronizados, que são concentrados mais em algumas cores, agindo como estímulos interessantes.

Nesse sentido, para uma mensagem direta e energética, as cores primárias podem ser interessantes e auxiliar na composição geral da identidade, modificando tons e cores complementares. 

Já quem procura algo mais profundo e sutil, as cores secundárias e terciárias, conquistarão o resultado almejado. 

Abaixo, conheça um pouco mais sobre as principais cores usadas pelos designers de diversos sites. Lembrando sempre que o estudo do público e o uso das cores com moderação é fundamental para não distanciar um cliente em potencial.

Vermelho

O vermelho está presente em estratégias mais “agressivas” e chamativas. 

É comum encontrá-lo em chamadas para promoções e liquidações. Ele está associado com urgência e é facilmente usado em sites de jogos e entretenimento devido a atratividade que exerce sobre o olhar.

Amarelo

Usado como cor auxiliar, o amarelo costuma ir bem em páginas que promovem a urgência e elementos de call to action (induzindo à ação). 

Também é bastante associado com infância, juventude, dinamicidade, alegria, pets, sol e períodos matutinos.

Azul

Traz a sensação de paz, tranquilidade e emoções positivas no geral. 

Sites de negócios costumam usar a cor azul em tons mais sóbrios, tendo em vista a sua associação com produtividade e confiança. 

Desse modo, uma equipe de administração de condomínios pode optar por essa cor no site para refletir o profissionalismo, por exemplo.

Laranja

Para sites com temática sobre segurança e diversão, o laranja é ideal. 

Semelhante às cores vermelha e amarela, passa uma sensação de calor e alegria. Nas páginas de “Call to action” também pode ser uma boa opção de uso.

Verde

Associado a características como riqueza, dinheiro, tranquilidade, relaxamento e saúde, o verde é uma cor fácil de identificar e é bastante presente em sites sobre meio ambiente ou natureza no geral.

Roxo

Em sites sobre beleza ou cosméticos, o roxo é um padrão interessante a ser escolhido. 

O seu uso também está ligado com ideias de riqueza, poder, luxo, sabedoria, misticismo e inovação. 

Contudo, para alguns setores, como é o caso da saúde e estética, cabe um lembrete importante: use-o com moderação e combine a cor com outras mais alegres e suaves.

Marrom

Os sites que escolhem o marrom são bem variados: podendo ir desde a venda de café e chocolate, até produtos agrícolas, veterinários, finanças ou imobiliárias. O que irá mudar é o tom utilizado para cada segmento.

De modo geral, essa é uma cor forte e quente, associada com a terra, a natureza e a simplicidade. 

Preto

Moderno e elegante, o preto é facilmente combinado com diversas cores. 

Você pode encontrá-lo em negócios de marketing, produtos de luxo, moda e cosméticos. 

Por conta disso, se associa a questões de elegância, formalidade, mistério, poder e autoridade.

Branco

Promove uma sensação de bem-estar e também é versátil para alinhar com diferentes cores, sendo muito usado como base de equilíbrio e contraste entre os elementos. 

Além disso, saúde, tecnologia e ciência são as áreas que mais escolhem o branco. 

A nível de exemplo, designers de sala comercial compartilhada podem procurar por essa cor também, de modo a agregar mais sobriedade a alguns materiais produzidos, podendo compor uma cartela mais ampla.

Planeje bem a sua paleta

Não basta apenas saber os objetivos de cada cor, a relação das teorias das cores e escolher de acordo com esses dados. 

Isso porque a identidade funciona como um conjunto, com cores e elementos complementares e fundamentais para que a sensação almejada seja transmitida de forma clara, inclusive no site.

Assim, é importante considerar a disposição de imagens, e o estilo de fotografia melhor representa a marca, cores e fontes de textos e destaques, plano de fundo e espaços de respiro. Todos os elementos devem ser considerados e devem receber cores relacionadas à paleta.

Sendo um passo do marketing digital, a estratégia deve ser padronizada nos demais canais. Lembre-se que o impacto é sempre subjetivo e que o objetivo é criar uma identidade clara e que convide os clientes a se relacionarem com o negócio nas diversas mídias.

Também é preciso considerar alguns aspectos culturais, que podem influenciar na percepção desses elementos visuais e cores.

Digamos que a sua campanha de anúncios será veiculada em diversos países. Algumas cores podem representar ideias opostas em cantos diferentes do globo. 

Para evitar possíveis crises e baixas, estude bem e opte por combinações mais amplas.

Há também transformações de significados durante o tempo, principalmente em cores menos usuais.

Por isso, dependendo do segmento, opte por cores mais sóbrias e comuns. 

Uma empresa que vende mini camara fria para congelamento pode sempre usar o azul no site, por exemplo, por ser uma cor mais comum e seus tons ditarem a sensação provocada – que, nesse caso, quanto mais claro, pode ser facilmente associado ao gelo e frio, representando o objetivo da marca.

Pontos de atenção

Além das questões subjetivas para cada grupo ou indivíduo, é importante notar alguns aspectos durante a combinação e aplicação das cores em seu site, para não fugir da identidade e aparência agradável, nem das ideias que condizem com sua persona e marca.

São pontos que dizem respeito à tonalidade, posição dos elementos e transmissão de ideias, além do conforto proporcionado para quem acessa a página. 

O objetivo aqui é não dispersar a atenção dos usuários sobre os elementos mais importantes em uma página, como uma chamada para a compra ou o conteúdo principal.

Assim, os principais pontos de atenção ao elaborar o design e definir as cores para o seu site são:

  • Contraste: a diferença entre as cores e outros elementos escolhidos;
  • Legibilidade: a leitura não deve ser prejudicada;
  • Público: atente-se para não esbarrar nas cores de concorrentes;
  • Quantidade: trabalhe a originalidade do site com foco no leitor;
  • Testes: faça simulações para visualizar diversos layouts e paletas;
  • Identificação: defina cores e template que equilibre informações e identidade.

Cada ponto acima deve ser discutido lado a lado com o time de design do seu site. 

Afinal, a equipe profissional saberá como configurar cada questão e quais as soluções possíveis para as ideias que levantar.

Se você trabalha sozinho, procure por ferramentas que auxiliem na visão dos esquemas de cores e na definição do design.

Para se ter uma ideia, existem plataformas que possibilitam verificar o contraste, tons das cores e a distribuição no site. Algumas opções são: 

  • Adobe Color;
  • Colour Lovers; 
  • Color Hunter;
  • Color Combos;
  • 0 to 255.

Mãos à obra

Agora que você já sabe as sensações causadas pelas principais cores e a importância disso para desenvolver ações de marketing, mas principalmente o seu site, já pode aplicar perfeitamente uma estratégia desse tipo em sua página. 

Pense bem qual a paleta da sua marca e identifique como ela pode ser trabalhada online, de acordo com os critérios e campo da empresa, ou seja, independentemente de ser uma fabricante máquina de fazer gelo em cubo industrial preço ou um escritório contábil, qualquer empreendimento pode aplicar a psicologia das cores. 

Contudo, para que empregue os resultados esperados, é fundamental escolher as cores que serão usadas com sabedoria, conforme o objetivo da marca.

Indeciso sobre qual cor usar na página de venda sobre bicicletas para esportistas? Considere o perfil da sua empresa e público, identifique qual sensação deseja empregar e verifique em uma ferramenta qual paleta combina melhor com a cor principal. 

Neste caso, pode-se recorrer a cores vibrantes, como o laranja, de modo a trazer energia e disposição – fundamental para corridas – ou mesmo alguns tons de verde, se o objetivo for reforçar a relação com a saúde e a natureza. Assim, tenha clara a mensagem que deseja transmitir. 

Já o vermelho pode ser uma boa opção para indicar uma ação de urgência, como uma promoção por tempo limitado na loja online, fazendo com que o cliente queira fazer a compra.

Por outro lado, em casos que deseja trazer mais tranquilidade, segurança e aconchego, ou mesmo remeter aos materiais utilizados em uma página sobre peças para CNC, tons mais claros como cinza, prata, metálico ou azul podem ser utilizados. 

Assim, o leitor será instigado e permanecerá mais tempo no site, visto que são tons que também auxiliam a não repelir o olhar ou dispersar a atenção.

Pense bem a estética, o público e a harmonia entre a diagramação das cores do site para que, assim, nenhum campo seja prejudicado e cada vez mais pessoas naveguem por todas as páginas de sua empresa, conhecendo o negócio.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como posso te ajudar?