O pós-venda é uma etapa muito importante do processo de negociação, e pode ser o momento certo para garantir a fidelização de seus clientes da sua empresa de calandragem de perfil U, por exemplo.

Por conta disso, é preciso entender melhor o conceito desse elemento e como utilizá-lo corretamente para atingir seus objetivos.

O mundo tem passado por um processo importante conhecido como transformação digital. Nele, uma série de recursos tecnológicos se popularizaram, e começaram a tomar parte no dia a dia das pessoas.

O mercado foi um dos elementos mais afetados por esse processo, mudando completamente a forma como as pessoas se comunicam e trabalham como um todo. Hoje o consumidor está muito mais exigente e próximo da empresa.

A experiência do usuário tornou-se o foco de negociação e de marketing, com o relacionamento entre consumidor e marca no topo da lista de prioridades de qualquer companhia de diligenciamento de fabricação.

O pós-venda se torna essencial no momento em que esse tipo de ação é buscada, uma vez que ele pode potencializar a satisfação do consumidor e seu relacionamento com a empresa, tornando a experiência ainda mais satisfatória.

Dessa maneira, o usuário acabará desejando fazer novas negociações, mantendo o relacionamento com a marca vivo e ativo, otimizando uma série de processos importantes para suas vendas.

Para a maioria das pessoas, vender é o foco principal de qualquer atividade. Embora a venda seja inegavelmente importante, isso não significa que outras etapas da jornada de compra podem ser negligenciadas, principalmente se você está buscando rentabilidade.

Conquistar um cliente gera um custo para a empresa de peças plásticas em vacuum forming, e deixá-lo de lado depois desse primeiro momento acaba sendo um desperdício de dinheiro e de oportunidade, uma vez que clientes fidelizados continuam a consumir com a empresa e geram um custo bem menor.

Esse é, em suma, o maior objetivo do pós-venda. Trabalhar a retenção do cliente permite que ele continue gerando lucro para sua empresa, enquanto você apresenta para ele o valor da empresa e o quanto ele ainda pode conseguir, mesmo depois de fechar uma compra.

Algumas pessoas acreditam que a jornada do consumidor começa quando o usuário desperta o interesse pelo produto e termina quando ele efetiva a compra, mas na verdade esse processo ainda continua por um longo tempo, passando por etapas como:

  • Entrega do produto;
  • Utilização;
  • Solução de eventuais problemas;
  • Descarte do produto.

Toda essa jornada deve ter um acompanhamento de perto, tanto para entender a qualidade do produto e o que pode ser otimizado em versões futuras, quanto para manter o interesse do consumidor na empresa de usinagem de peças CNC.

Quando você aproveita estes elementos de forma assertiva, acaba conseguindo ganhos muito maiores do que uma simples venda, otimizando o retorno sobre investimento que você fez para conquistar o cliente em primeiro lugar.

Existem duas maneiras principais de trabalhar o pós-venda. A primeira delas é a reativa, com ferramentas de contato disponíveis para que o consumidor tire dúvidas, resolva problemas e tenha um acesso para elogios e reclamações.

A outra é ativa, entrando em contato diretamente com os clientes para saber sua opinião sobre o produto, avaliando como foi a negociação e mostrando para o cliente que ele é valorizado e que sua opinião importa.

Como aplicar o pós-venda em sua empresa?

Agora que você entende um pouco mais sobre o que é o pós-venda e suas possibilidades, é hora de entender como colocar em prática esse tipo de ação, garantindo um recurso de qualidade para suas estratégias de vendas de arruela cônica de pressão.

Vale lembrar que cada companhia é única no mercado, e que nem sempre duas empresas conseguirão o mesmo tipo de resultado com estes recursos, ainda que ambas estejam trabalhando em um mesmo segmento de atuação.

Por conta disso, é muito importante que você adapte o pós-venda para a sua realidade, entendendo as necessidades de seus consumidores e como eles farão para melhorar ainda mais esse tipo de recurso em sua companhia.

Atendimento ao cliente

Um dos processos mais importantes no pós-venda é o suporte ao consumidor, uma estratégia que não só ajuda a manter os clientes fidelizados, mas também demonstra um entendimento do processo de compras e deixa o consumidor mais seguro.

O suporte ao cliente funciona para diversos elementos, desde questionamentos e dúvidas até reclamações ou pedidos de suporte técnico. É importante que a companhia se mostre disponível para que você consiga utilizar estes recursos adequadamente.

Não é possível trabalhar o pós-venda sem esse elemento, que é essencial para você conseguir trabalhar com qualidade a comunicação com o cliente e entender suas necessidades, criando novas soluções de solda TIG automatizada para ele a longo prazo.

Em algumas companhias, sobretudo nas que trabalham no modo B2B (Business to Business), existe uma equipe focada no sucesso do cliente, que além da parte de suporte ainda ajuda o consumidor a explorar ao máximo os recursos que seu produto ou serviço oferece.

O modo mais comum de suporte ao cliente é o SAC, sigla para serviço de atendimento ao consumidor. Ainda que esse nome possa mudar de empresa para empresa, sua função permanece a mesma.

Até pouco tempo atrás o SAC era restrito ao teleatendimento, mas hoje existem diversas funções importantes que podem ser realizadas através de canais digitais, desde e-mails a mensageiros instantâneos.

Até as redes sociais podem ser uma boa plataforma de comunicação, uma vez que são práticas e fáceis de trabalhar, deixando o consumidor muito mais à vontade para tirar suas dúvidas sobre sua estrutura metálica para galpão industrial e garantir resultados efetivos em seu trabalho.

A qualidade no suporte ao consumidor pode ser um dos principais elementos de manutenção de relacionamentos entre consumidor e marca, mas o contrário também é verdade. Por isso é muito importante que você tenha uma atenção especial a esse tipo de ação.

Follow up

O termo follow up vem do inglês, e em uma tradução livre significa “acompanhamento”. Trata-se de uma postura proativa no pós-venda, no qual a empresa vai até o cliente saber como ele está se adaptando à sua compra.

Através de algumas perguntas simples você consegue tirar dúvidas e ter informações precisas sobre uma série de elementos, acompanhando o consumidor em sua jornada de utilização e descoberta do produto ou serviço que foi contratado.

Nesse caso, é possível fazer isso tanto com clientes que acabaram de fazer uma negociação quanto com aqueles que estão a um tempo sem se comunicar, como uma maneira de atraí-los novamente para o relacionamento com a marca.

No segundo caso, o interesse é mostrar que você ainda está em atividade e deseja continuar a ajudá-lo com qualquer problema ou situação para o qual sua empresa de ferramentaria de moldes de injeção de alumínio possua a solução correta.

Entretanto, é preciso ter cuidado nesse tipo de relação. Evite ser invasivo ou deixar o consumidor desconfortável. Se depois da sua mensagem ele não retornar, não continue insistindo.

Dessa maneira, você consegue trabalhar com mais qualidade e evita complicações a longo prazo, uma vez que não irá incomodar o consumidor.

Pesquisa de satisfação

A pesquisa de satisfação é uma excelente maneira de coletar feedback dos clientes e entender o impacto que sua empresa está causando nos consumidores, ajudando-o a conhecer melhor seu público-alvo.

Para conseguir melhorar esse tipo de comunicação, você precisa pensar em perguntas claras e objetivas que o cliente possa responder de forma rápida. Normalmente, trata-se de um questionário simples e de múltipla escolha.

A pesquisa de satisfação é pensada para dar informações para a empresa sem que você precise segurar o usuário por muito tempo. Assim, você consegue uma taxa maior de pessoas respondendo, o que pode auxiliar ainda mais suas estratégias no futuro.

Algumas empresas optam por usar o NPS, sigla para Net Promoter Score. Nesse caso, a empresa utiliza uma escala de 0 a 10 para entender se o consumidor em questão tem o interesse de indicar sua marca para outras pessoas.

Caso o resultado seja de 0 a 6, existe uma grande chance de o consumidor ter passado por algum tipo de insatisfação, e pode ser até mesmo capaz de criticar abertamente a empresa. De 7 a 8 o cliente ficou satisfeito, mas dificilmente continuará o relacionamento.

O objetivo então é sempre alcançar notas entre 9 e 10, que significam que o consumidor não só está satisfeito, mas deseja manter o engajamento com a marca e promovê-la em seus círculos sociais.

Considerações finais

Para garantir mais qualidade no processo de fidelização, é muito importante que você consiga estruturar seu pós-venda e adaptar-se para ter um atendimento acima da média, garantindo que seus consumidores manterão o interesse.

Por conta disso, focar-se na experiência do usuário acaba se tornando uma meta para empresas que desejam se tornar verdadeiras lideranças em seus nichos de atuação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como posso te ajudar?