O modelo de vendas e-commerce já estava se expandindo em uma velocidade absurda nos últimos anos, mas com a chegada da pandemia e o isolamento mundial, essa expansão tomou proporções muito maiores.

A pandemia exigiu dos empreendedores a adoção de novos meios e estratégias de divulgação, compra e venda de seus produtos e serviços.

Para os negócios sobreviverem muitos já tinham mas os que ainda não faziam parte começaram a usar o e-commerce, que foi a estratégia encontrada para se reinventar no mercado.

Para entender melhor o conceito de e-commerce, conhecer algumas de suas vantagens e ficar por dentro das melhores dicas para ter sucesso nessa prática leia o texto a seguir.

Definição de e-commerce

O comércio eletrônico, ou como é chamado o e-commerce, é o nome dado à prática de compra e venda de produtos e serviços online, ou seja, pela Internet.

Essas vendas podem ser feitas por meio de vários aparelhos eletrônicos como, computadores, smartphones, tablets, entre outros.

Por isso, é importante saber que um e-commerce significa muito mais do que ter ou criar um simples site. É um negócio que se diferencia pelo seu funcionamento adverso, 100% focado no digital.

Isso quer dizer que os dois processos básicos de interação da empresa com o cliente (venda e atendimento), são totalmente digitais e automatizados, desde a resolução de problemas e dúvidas, até a forma de pagamento usada.

Com isso é possível usar ferramentas de automatização em várias outras áreas como o estoque, o controle das finanças e o marketing digital.

Isso ajuda a agilizar e facilitar o processo de gestão empresarial de muitas empresas. Assim como otimizar os planejamentos estratégicos de logística da organização.

Quais suas vantagens?

As características de um e-commerce são extremamente valorizadas por clientes nos dias de hoje, como:

  • Agilidade;
  • Segurança;
  • Comodidade;
  • Variedade.

Por esse motivo essa nova forma de empreender está crescendo cada dia mais, e de acordo com pesquisas, mais de 41 milhões de usuários aderiram ao formato de compra online.

Tudo isso se dá pelas características citadas e pelas inúmeras vantagens de aderir a um comércio eletrônico, algumas vantagens são:

Menor custo operacional

Diferente de ter uma loja física, abrir e manter uma loja virtual custa muito menos. É só colocar no papel uma lista com todos os custos fixos de uma empresa física atualmente.

Todos os serviços como, água e luz, internet, aluguel do espaço, vigilância e segurança, impostos, salário de funcionários, entre muitos outros.

Muitos desses gastos são eliminados ou reduzidos quando o empreendedor decide investir em vendas online otimizando assim os custos do negócio.

Para uma empresa que está abrindo as portas, essa é uma das maiores vantagens, porque não é necessário um investimento muito alto no início das operações para manter um negócio que trabalhe com estrutura metálica para fachada rodando por exemplo.

Sem limites geográficos

Poder vender em um clique para qualquer cliente do país ou até do mundo inteiro é uma das maiores vantagens de apostar no comércio eletrônico.

Vincular a empresa a planejamentos estratégicos que ampliam o alcance da marca ao mundo todo ajuda a trazer mais clientes em potencial que nem sabiam da existência da empresa.

Mas, um empreendedor não deve criar o site e esperar surgir cliente de uma hora para outra, isso necessita de um grande investimento de marketing digital, que aumente o número de visitas de usuários ao site.

Isso só será possível com a construção de uma boa estratégia de atração, de conversão de usuários em leads e de fidelização de clientes.

Variação de pagamento para o consumidor

Também vale destacar uma importante vantagem que chama muita atenção dos consumidores, as formas de pagamento que o e-commerce proporciona.

Uma loja online possibilita a integração de muitas formas de pagamento aos seus sistema, são elas:

  • Boleto bancário;
  • Cartão de débito;
  • Cartão de crédito;
  • PayPal.

Nos últimos tempos um novo formato também ganhou força entre os bancos e os seus clientes, a transferência via PIX, a nova forma de pagamento ganhou esse nome porque o termo lembra tecnologia, transações e pixels segundo os bancos.

Essa nova forma instantânea de fazer transações teve um impacto positivo para o mundo do comércio eletrônico, porque trouxe mais rapidez para as transações e também para o envio de produtos que só são enviados quando o dinheiro é recebido.

Seja qual for a forma de pagamento, disponibilizar ao cliente muitas opções de fazê-lo é uma enorme vantagem para a marca pois ajuda a convencê-lo a efetuar a compra. 

Assim as vantagens serão tanto da empresa quanto do cliente, que pode comprar da maneira que preferir e a empresa que pode aumentar as chances de fidelização desse cliente.

Integração do e-commerce com outros canais

É importante para quem quer ser um empreendedor digital saber integrar boas estratégias aos seus canais de vendas online e proporcionar até uma experiência personalizada ao cliente.

Além de que é possível integrar o e-commerce com outros meios e canais de venda como, e-mail marketing, WhatsApp Business, redes sociais como Instagram, Facebook entre outros. Assim o contato com os clientes se torna mais humanizado e rápido. 

Mas, vale lembrar que é importante investir em uma boa estratégia de conteúdo para garantir que o cliente tenha as melhores experiências possíveis, como saber sobre uma película para janelas residenciais preço.

Dicas para o seu comércio eletrônico

Por trazer tantas vantagens aos usuários da Internet e aos empreendedores, o e-commerce se popularizou rapidamente no Brasil e no mundo.

A criação de um e-commerce é de certa forma uma tarefa simples, mas não é tão fácil como muitos imaginam. É um processo que exige dedicação em cada detalhe.

Por isso, separamos algumas dicas para quem quer obter sucesso investindo em um e-commerce.

1. Defina um nicho

Ter uma loja que vende de tudo pode parecer algo muito vantajoso à primeira vista, mas uma pessoa que vai comprar um conjunto de mesa e 4 cadeiras para cozinha vai preferir muito mais ir em uma loja especializada só nisso.

É muito mais fácil definir o público alvo da marca quando há um nicho definido, isso quer dizer que é necessário saber quem é o cliente, onde ele navega e por que ele precisa dos produtos ou serviço da empresa.

2. Planeje suas ações

Um bom planejamento estratégico deve ser feito não só na área do empreendedorismo, mas em todas as áreas da vida de uma pessoa.

Ninguém vai comprar um vitrô de madeira para banheiro, por impulso, a pessoa deve ter um plano de reforma em seu banheiro por exemplo, ao comprar esse tipo de objeto.

E ninguém abre um e-commerce sem ter todas as suas ideias alinhadas e trabalhadas como se o produto será fabricado por você ou por um fornecedor ou outras questões importantes.

É importante sempre planejar muito bem cada passo que irá dar para evitar todo e qualquer risco desnecessário.

3. Trabalhe a imagem do seu produto

Segundo muitas pesquisas as pessoas levam menos de 0,2 segundos para olhar fotos na Internet e resolver se permanecem ou saem da página.

Portanto, é importante investir em boas imagens, bem trabalhadas e que chamem atenção do público-alvo para que essas fotografias ajudem na conversão das pessoas e ajudem os negócios.

Uma rápida e completa descrição de um produto como um guarda corpo vidro verde, também ajuda os sistemas de busca a melhorar o tráfego de um site que venda esse tipo de produto online.

4. Defina as formas de pagamento

Como vimos hoje em dia existem diversas formas para um cliente realizar um pagamento de um produto comprado no seu e-commerce.

Mas, é importante estudar e definir não só as mais vantajosas para os clientes mas as mais vantajosas para o empreendedor também.

Análise as taxas que serão cobradas em casos de pagamento no cartão que são os mais comuns (à vista, parcelado, no débito, no crédito), e ache um meio termo que seja válido tanto para o cliente quanto para os seus negócios.

5. Defina o meio e o valor da entrega do produto

Definir com antecedência como serão feitas as entregas dos produtos e qual será a taxa cobrada para isso também é algo importante de se pensar. Existem correios, aplicativos de entrega, transportadoras, entre outros.

Definir isso ajuda o empreendedor a ter uma estimativa do quanto custará para uma bancada de granito em U, por exemplo, chegar até onde estão seus clientes.

Com isso definido será possível até definir um valor mínimo de compra que beneficie o cliente em frete grátis com compras acima daquele valor.

Essa prática de marketing é de grande relevância para conseguir fidelizar novos e antigos clientes.

6. Invista em marketing

Nos dias de hoje o marketing digital é uma das melhores (ou até a melhor) estratégia de divulgação de um negócio para vender e ter mais visibilidade para a venda de um saco PP liso

É necessário um bom investimento em publicidade para aumentar o fluxo de visitas a um site, isso pode ser feito através das redes sociais, anúncios, links patrocinados entre outras coisas.

Considerações finais

Portanto, é importante saber exatamente como funciona um e-commerce para quem quer investir em um, além de conhecer suas vantagens e procurar dicas para começar tendo sucesso nos negócios.

Vale lembrar que não adianta preencher só os requisitos técnicos, é preciso também fazer parcerias e saber divulgar bem a marca e os produtos como a sapata niveladora

Por que isso colocará a empresa no mapa e trará visibilidade para ela trazendo cada vez mais clientes em potencial para o site e aumentando as vendas, ou seja, tornando seu e-commerce um sucesso.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como posso te ajudar?