Categorias
linkedin para negócios

Linkedin para negócios: o guia completo

linkedin para negocios

LinkedIn para negócios: saiba como integrar a rede social à sua estratégia de marketing comercial

Com mais de 40 milhões de usuários em todo o Brasil segundo dados de abril de 2020 do portal Statista, o LinkedIn é a plataforma de rede profissional mais popular e mais apreciada do mundo, onde a qualidade dos contatos definitivamente conta mais do que a quantidade dos mesmos: não importa tanto quem e quantas pessoas estão no seu círculo de amigos, mas também as suas conexões, experiência profissional, habilidades e conteúdos compartilhados que gerem interações, pontos de vista e trocas de opiniões todos os dias em qualquer setor profissional. Além disso, o Linkedin para negócios é uma ótima plataforma e você verá o porquê disso abaixo.

Esse é o verdadeiro poder do LinkedIn: possibilitar que usuários individuais expandam seus conhecimentos – no sentido mais amplo do termo – melhorando suas marcas pessoais e profissionais, além da oportunidade que a rede dá às empresas de aperfeiçoarem sua imagem e reputação. Mas não é só isso,  o LinkedIn também é a rede social número um para  geração de leads. 

É por isso que, se você usar o LinkedIn apenas para aumentar o número de usuários em seu círculo e encontrar novas oportunidades de emprego, certamente não estará explorando cem por cento do que esta rede tem a oferecer.

 O LinkedIn é um excelente recurso, especialmente para empresas.

Se você tem um negócio, definitivamente deve integrá-lo à sua estratégia de marketing!

E o quão bom é o Linkedin para negócios? 

linkedin para negocios

Os benefícios começam a partir das páginas de empresas, que, de acordo com os dados fornecidos diretamente pelo LinkedIn, geram o dobro de visitantes se tiverem todas as informações completas. 

Os números mostram que uma presença social ativa – pelo menos mensalmente – leva à conquista de novos seguidores seis vezes mais rápido.

Isso te convenceu? Se você deseja começar a preparar sua estratégia, abaixo, oferecemos dicas úteis sobre como usar o LinkedIn para negócios.

LinkedIn para negócios: como criar sua estratégia de marketing na rede social nº 1 para geração de leads

Criar uma página no LinkedIn para negócios é muito simples, mas é apenas o primeiro passo. 

Não pense que é suficiente apenas abrir uma página por lá. Você deve publicar algumas postagens de vez em quando e aguardar as primeiras pessoas começarem a te seguir. 

Em vez de considerar imediatamente os objetivos dos seguidores, comece a pensar estrategicamente em quais resultados você deseja alcançar.

Como em qualquer estratégia de marketing digital, você começa definindo objetivos, que devem ser SMART (sigla em inglês para: específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e cronometrados). 

O LinkedIn pode oferecer suporte a empresas de vários pontos de vista, basta escolher quais são suas prioridades e determinar as ações específicas de acordo com a necessidade de seu negócio. 

Você está buscando vendas, por exemplo? Deseja posicionar seus colaboradores como líderes de opinião e especialistas do setor? Atrair talentos? Expandir possibilidades de parceria? Entrar em contato com alguns influenciadores para iniciar projetos juntos?

Se você é iniciante no LinkedIn como uma ferramenta empresarial, considere que pode ser interessante realizar uma análise prévia sobre o perfil de seus seguidores em outras redes sociais. 

Crie personas baseadas em seu público-alvo, estude as características das mesmas, seus gostos e hábitos, a partir disso determine as melhores táticas para interagir com elas.

Depois de definir seu público, criar a página e definir os objetivos que deseja alcançar, coloque as dicas em prática.

01 – Incentive colaboradores e funcionários a se conectarem à página do Linkedin para negócios

Colegas e funcionários são o melhor recurso para começar a aumentar seus seguidores. De acordo com o LinkedIn, os funcionários têm 10 vezes mais conexões de primeiro grau do que os seguidores de uma empresa, e as empresas que implementaram um programa de employee advocacy (ou seja, a ideia de transformar funcionários em defensores da mesma) têm mais chances de atrair talentos, já que, segundo pesquisa feita pelo próprio Linkedin, as pessoas acreditam, em sua maioria (53%), mais na palavra de um funcionário de uma empresa, do que no presidente da mesma.

Seus funcionários são os primeiros porta-vozes de seu negócio e adicioná-los à sua rede no Linkedin para negócios aumentará o alcance do seu conteúdo, beneficiando-se das suas conexões. 

Incentive-os a se conectarem com sua página, mas também a interagirem ativamente com as postagens, compartilhando-as, comentando-as e criando seu próprio conteúdo sobre tópicos de interesse do setor. 

Você certamente deve estar ansioso para que eles participem dessas atividades regularmente, por isso deve incentivar constantemente sua participação. 

02 – Publique conteúdo interessante (e não apenas da sua empresa)

Seus seguidores e colaboradores mais ativos precisam basicamente de uma coisa: conteúdo interessante para suas áreas com publicação regular. O LinkedIn recomenda publicar pelo menos uma vez por dia (em dias úteis). Ao postar na página de sua empresa, as postagens também aparecerão nos feeds de seus seguidores, é claro.

Quanto ao plano editorial, uma regra que sempre se aplica às redes sociais é elaborar o compartilhamento de um mix de conteúdos internos, de sua empresa, e externos, de outras fontes. Ninguém gosta de ver apenas postagens de uma empresa que “se acha”, que sempre fala de si mesma, das soluções que oferece e suas histórias de sucesso, sem um mínimo de contexto e interesse em tendências ou notícias do setor.

Mostre que você está atento ao que acontece lá fora, e que você tem uma opinião sobre os assuntos atuais. Isso certamente ajudará a ampliar as conexões com líderes de opinião, influenciadores e especialistas da área. O importante não é simplesmente compartilhar, mas adicionar um destaque, uma citação, ou melhor ainda, um comentário que explique o ponto de vista da empresa ou de seu porta-voz.

Além disso, como já mencionamos acima, também é importante estimular seus colaboradores a compartilhar ou produzir conteúdo. 

Não esqueça de que a imagem de sua empresa no Linkedin é muito importante, o que vai derivar também do conteúdo que a mesma compartilha por lá. É de extrema importância que se faça uma curadoria de conteúdo antes de sair postando pela plataforma. O LinkedIn oferece uma ótima ferramenta para criação de conteúdo, mas é necessário que você saiba o que compartilhar.

Para compartilhar pontos de vista e idéias, seria altamente recomendável usar a plataforma nativa do LinkedIn, já que os blogs de empresa não se prestam, necessariamente, a qualquer tipo de conteúdo (especialmente quando não é indexável e não otimizado para SEO) e nem sempre possuem uma seção dedicada ao ambiente corporativo e à contribuição dos colaboradores da empresa. Aliás, lembre-se de que não é possível publicar na página do LinkedIn, mas apenas em perfis, o que permite oferecer uma contribuição ainda mais pessoal, diminuindo a distância com seu público-alvo.

Aqui estão algumas práticas recomendadas para compartilhar postagens no LinkedIn, confira este vídeo.

03 – Inclua imagens, vídeos e conteúdo de outras plataformas

Ao planejar sua estratégia de conteúdo, inclua também conteúdo multimídia. A regra se aplica a todas as redes sociais e o LinkedIn não é exceção. Estatisticamente, as postagens com imagens recebem duas vezes mais comentários na plataforma.  

E os vídeos então? Se você possui um canal no YouTube, inclua-o em suas postagens. Enquanto outras redes sociais exigem que você envie vídeos nativamente para reprodução automática, os vídeos do YouTube no LinkedIn iniciam automaticamente no feed de notícias e podem gerar muito mais engajamento.

04 –  Participe de grupos do LinkedIn

Participar ativamente dos grupos do LinkedIn pode ajudar a ganhar visibilidade, posicionar a empresa e os colaboradores individuais como especialistas e líderes de opinião e, obviamente, entrar em contato com pessoas interessadas no setor, que talvez estejam procurando soluções para os problemas que sua empresa pode resolver. Seus colaboradores terão visibilidade muito além do círculo de conhecidos, colegas ou ex-colegas de classe e, portanto, indiretamente, isso ajudará na divulgação de seu negócio.  

Para encontrar grupos relevantes para o seu Linkedin para negócios, é claro que você pode pesquisar por palavra-chave na barra de pesquisa ou dar uma olhada nas sugestões do LinkedIn. E, além disso, por que não, em um estágio posterior, criar um grupo sobre um assunto interessante? Talvez gerenciado pelos funcionários mais ativos, em colaboração com a equipe de Marketing..

Para começar a se familiarizar com comentários, trocar pontos de vista e produzir conteúdo, uma boa maneira seria procurar o grupo de Linkedin de uma associação à qual você pertence. Por exemplo, o Instituto Americano de Contadores Públicos (AICPA) possui um grupo de quase 70 mil usuários – membros da associação – que interagem ativamente, trazendo contribuições para as conversas entre os associados constantemente.

Se você criar seu próprio grupo ou ingressar em um grupo que deseja colocar em destaque, poderá adicioná-lo como um Grupo em Destaque na sua Página da Empresa. 

05 –  Experimente as chamadas “Showcase Pages”

As Showcase Pages funcionam como subdomínios da sua página comercial, permitindo destacar áreas específicas da sua empresa, como uma marca específica ou uma iniciativa em andamento. 

Você pode criar até 10 Showcases (os usuários do LinkedIn podem seguir um ou todos eles), mas se você quiser ter mais, precisará fazer uma solicitação específica ao LinkedIn. 

A Adobe, por exemplo, possui várias Showcase Pages para seus produtos, todos direcionados a diferentes públicos. 

Embora a página da empresa tenha quase 1.200.000 seguidores, as páginas Showcase obviamente têm menos, mas certamente são seguidas por um público-alvo mais segmentado e, portanto, provavelmente mais propenso a interagir com o conteúdo.

06 – Use recursos para diferentes idiomas

Se sua empresa opera em diferentes países, você pode criar descrições para sua página em 20 idiomas diferentes. A descrição relevante será exibida para cada usuário com base nas configurações de idioma (você também pode fazer o mesmo com o nome da sua empresa). 

Mas não se limite a isso. Você também pode criar postagens em idiomas diferentes – e com conteúdo diferente – para que cada seguidor exiba o endereço do idioma que está entre suas configurações. 

É muito importante que sua estratégia de conteúdo na rede social seja segmentada por local e adaptada a cada mercado-alvo. 

Você demonstrará ao seu público que está falando com eles, com cada um deles.

07 – Considere as regras do algoritmo do LinkedIn

Enquanto para a maioria das redes sociais a operação do algoritmo permanece envolta em uma aura de sigilo, o LinkedIn divulgou muitas informações sobre ele. Aqui está um resumo dos principais pontos:

  1. O algoritmo avalia se o seu conteúdo deve ser considerado spam, de má qualidade ou bom. 

Obviamente, por esse motivo, é muito importante que a qualidade do conteúdo que você publca seja alta.   

  1. O algoritmo mede o engajamento inicial. 

Você está recebendo curtidas, comentários e compartilhamentos? Bom.

Seus seguidores denunciam as postagens ou decidem ocultá-las de seus feeds? Péssimo. 

A qualidade é fundamental, mas a relevância para o seu público-alvo desempenha um papel igualmente importante.   

  1. O mesmo verifica novamente se pode ser spam,

também com base na sua credibilidade e na do seu círculo.   

  1. Editores do LinkedIn (pessoas reais, sim), verificam o conteúdo e determinam se ele deve ser visualizado novamente (e possivelmente merece receber mais visibilidade).     

Obviamente, nem tudo é tão simples quanto parece, muitos outros fatores entram em jogo e existem práticas recomendadas a serem seguidas para obter mais possibilidades de interação. 

Entretanto, em geral, essas pequenas regras básicas podem dar uma ideia de quais são as prioridades da plataforma e os métodos de julgamento adotados por ela.

08 – Use os anúncios

linkedin para negocios

Os usuários do LinkedIn geralmente tendem a fornecer o máximo de informações possível sobre seu perfil: experiências passadas, presentes, estudos, habilidades, interesses e associações às quais pertencem.

Isso permite que a rede social tenha um grande número de dados do usuário e possa segmentá-los com muita precisão.

O LinkedIn oferece várias soluções para anunciar em sua plataforma.

  1. Postagens patrocinadas: 

Amplie o alcance de seu conteúdo para mostrá-lo a um público muito mais amplo. Já sabemos quais são os limites do alcance orgânico hoje em dia, não é mesmo?   

  1.  Anúncios de texto 

São os anúncios pagos-por-clique ou CPM (Custo por Mil) que aparecem na página inicial do LinkedIn, nas páginas, nos perfis, nos resultados de pesquisa e assim por diante.     

  1. InMail patrocinado:

Seria uma solução semelhante ao e-mail marketing, mas dentro do ecossistema da rede social, que permite enviar anúncios personalizados para o e-mail do LinkedIn dos usuários. 

As mensagens são enviadas apenas quando os destinatários estão ativos, para que você tenha mais chances de ser exibido.   

Por exemplo, a Escola de Negócios Jon M. Huntsman da Universidade de Utah usou anúncios InMail como parte de uma campanha para atrair candidatos qualificados ao MBA. Com uma segmentação precisa, eles atingiram 27,5% das taxas de mensagens abertas e 71% de conversão para solicitações de informações.   

Estas são apenas algumas das opções para anúncios no LinkedIn. 

Também existem outros que podem ser adquiridos por meio de uma plataforma de anúncios ou algum parceiro da mesma. mais detalhes neste Guia para anunciar melhor no LinkedIn .  

09 – Monitore seus resultados com o LinkedIn Analytics

O LinkedIn mostra que as postagens geralmente obtêm mais engajamento pela manhã e quando são publicadas após o horário comercial.

Se você está planejando seu calendário editorial, vale a pena lembrar dessas dicas. Entretanto, como em qualquer outra mídia social, não há regras universais para determinar quando é melhor publicar: a única resposta sempre válida é que depende do seu público, devendo-se sempre fazer testes com eles. Por exemplo, aspectos como onde seu público está localizado geograficamente (os horários de maior atividade mudam de acordo com o fuso horário, certo?) e os hábitos locais de uso da plataforma.

Como você pode descobrir mais? A ferramenta de análise do LinkedIn certamente é útil, fornecendo informações úteis sobre o conteúdo mais apreciado pelos seus seguidores, seus dados demográficos, tráfego e atividades em sua página.

Veja como acessar o LinkedIn Analytics para sua página: clique no ícone (Você), escolha a página na seção Gerenciar, vá para a guia Análise e selecione Visitantes, atualizações ou seguidores.

É essencial que você dedique tempo e recursos a essa parte da análise, porque nada mais que dados pode guiar sua estratégia na direção certa. Para mais detalhes sobre como usar esta ferramenta, você pode ler este artigo. 

Se você quiser saber mais sobre o gerenciamento de outras redes sociais para o seu negócio, também poderá encontrar outros artigos interessantes sobre Facebook para Negócios e Instagram para Negócios.